1 de Dezembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

JOÃO BAPTISTA

Nas margens do Ceira

19 de Novembro 2021

Há poucas semanas nas colunas deste nosso jornal noticiava-se o estudo que permitiu concluir haver o desejo de trocar a vida citadina pela rural em algumas cidades portuguesas.

Entre elas, Coimbra. Ceira é um freguesia do concelho com origem em tempos remotos e que, segundo a história, foi doada por D. Afonso Henriques ao seu chanceler D. Julião.

É, assim, uma terra com longo historial mas cujas características a situam entre as localidades onde é aprazível viver. Banhada por três rios,(Mondego, Ceira e Dueça) tem encostas de rara beleza donde se desfrutam panoramas maravilhosos.

Envolveu em si, dentro da sua longevidade, facetas que a tornaram ímpar como as lavadeiras, os viveiristas, as capeiras e outros exercícios de atividades próprias que lhe conferiram um carácter peculiar.

Por outro lado os cantares, a música, as danças, o teatro, o desporto conferiram-lhe igualmente lugar de destaque no panorama nacional.

Infelizmente durante os últimos anos a sua evolução não tem acompanhado o progresso que se verifica em outros concelhos do país e, tal como acontece com a própria cidade de Coimbra, estagnou-se no tempo não entrando no ritmo do progresso desejado.

Não obstante os esforços feitos pelos responsáveis locais, Ceira vive em clima de soluços vendo muitas das suas justas pretensões travadas por um município que nos encheu de promessas que disso não passaram.

Bom seria que esta freguesia entrasse definitivamente na senda do progresso, atraindo para si muitos daqueles que anseiam por uma vida em saudável ambiente, bons meios de comunicação, com o aproveitamento perfeito das condições maravilhosas com que a natureza a dotou.

Os ceirenses esperam, com ansiedade, que o progresso que nesta freguesia se fez sentir na primeira década do atual século regresse.

Que as necessidades prementes, do conhecimento geral, sejam satisfeitas para que Ceira, em todos os nove lugares que constituem a freguesia, entre na fase do progresso que a torne uma região capaz de em pleno oferecer as condições de vida que tantos anseiam conquistar.

Para tanto é indispensável uma administração municipal capaz, desejosa de progresso, que olhe por este concelho com a realidade necessária, voltando a conferir a Coimbra o muito que tem vindo a perder para tristeza de todos os verdadeiros conimbricenses.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM