10 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

LUCINDA FERREIRA

A lei

23 de Abril 2021

O Universo é gerido por leis divinas. Implacáveis. Irrevogáveis. Perfeitas. Infalíveis. Eternas e para todos, sem qualquer exceção. Quem alinha a sua vida – pensamentos, emoções e ações, com a Fonte – tem tudo na vida!

Quem não segue as Leis Universais, na inconsciência total mais absoluta, sai da linha e comete as maiores aberrações, contra si próprio, contra os outros e contra o Planeta.

Implícitas e permanentes, os mais atentos codificaram-nas, como ajuda para se alcançar toda a abundância em tudo o que desejarmos, para sermos bem sucedidos em todos os campos, passando pela saúde. Relacionamentos. Família. Abundância financeira. Sucesso. E tudo o mais de correto, positivo, verdadeiro, autêntico, belo, que os seus sonhos possam alcançar!

Ninguém pode alterar estas leis que não se manipulam. Distorcem. Interpretam com sofismas, favores ou outros desvios dos mais espertos e empoderados!

Às Leis do Universo, tudo a elas está sujeito. Tudo fica registado no livro da vida, de cada um: pensamentos, ações por mínimas que sejam, com as nossas intenções subjacentes. Não há como escapar, nem há recursos a outras instâncias. Cumprimento ou descumprimento têm consequências inapagáveis. Cada um tem a liberdade, pelo seu livre arbítrio, de seguir ou não, os ditames da sua consciência, com que nasceu e que lhes dizem, no seu mais profundo, se está a fazer bem ou não (a não ser que seja doente mental, pervertido, incurável, inconsciente e louco…), sem consciência, negando as maiores evidências que só essa pessoa não consegue enxergar!

Esta liberdade, para o bem e para o mal, lhe trará a paz e o equilíbrio ou o mergulhará no inferno do remorso e da culpa, desde que, como disse, não seja um perverso inconsciente ou doente irremediável…

A sentença do desvio às Leis Universais é o próprio que as dita a si mesmo, pois pode até ninguém saber desses desvios que comete a estas leis… mas o próprio sabe, pelo retorno, e não pode enganar-se, nem ao Universo, que tem um olho gigante, o nosso chip de nascença, sobre cada um de nós, enquanto vivemos neste plano!

E agora quais são essas leis? As Leis Universais são 12 ou mais, mas hoje, aqui, trataremos apenas duas… Partimos do pressuposto que tudo no Universo, incluindo nós próprios, somos feitos de energia. Estamos assim, num mar de eletrons que vibram em padrões circulares e diferentes.

Ora como as partículas vibram circularmente, o que enviamos para o Universo, é o que volta depois para nós, num determinado tempo. “Cá se fazem, cá se pagam”, diz o povo e muito sábio. Vamos então à Lei de Causa e Efeito que resulta da seguinte forma: toda a ação suscita uma reação apropriada. Isto é: cada pensamento nosso, sentimento ou ação moldam a realidade de acordo. Daqui resulta, que só você é o único responsável, no comando deste processo, na sua vida, de acordo com o que no seu subconsciente arquiva, em pensamentos, sentimentos e do que julga ser merecedor e acredita ser digno de receber ou não, é o que acontece irremediavelmente!

A Lei de Causa e Efeito afirma e explica por que razão nada acontece por acaso ou fora das Leis do Universo… Isto obriga-nos a sermos responsáveis, cuidadosos e atentos, pois o que semeamos, colhemos, como muito bem diz a sabedoria popular. Tudo o que acontece em nossas vidas é reflexo das nossas ações boas ou más, pois tudo volta para trás, para nós. Conforme fizeres, assim acharás. Por isso muita atenção e cuidado, com o que pensa, diz, sente e faz!

Ainda hoje, vejamos, a Lei da Relatividade. Cada um de nós e todos vivenciamos problemas na vida, que a maioria rotula de infelicidades e infortúnios. E lá vem o povo a dizer: “Nunca temos provas superiores às nossas forças, para as vencermos”. Embora, por vezes, o peso quase nos esmague! A desgraça leva as pessoas a arrancarem de dentro de si, coragem e outras qualidades que nunca julgavam possuir. Isso obriga a despertar a luz que todos possuímos e muitos esquecem que carregamos, dentro de nós.

Ao conectarmos com os nossos corações, pois todas as respostas estão dentro de nós – o autoconhecimento e a aprendizagem da coerência cardíaca, isso ajuda-nos a vencer e ultrapassar todas as situações.

As dificuldades são testes!

Temos que olhar para experiência de sofrimento, pelo que ela é, e não olhando para ela, condicionados pelo modo como aprendemos a interpretar a vida, neste Planeta.

Esse tormento, que cai sobre nós, tem que ser interpretado com uma visão maior de conexão com o Universo, compreendendo esse obstáculo, como oportunidade para identificar algo, que você não se queria aceitar e trabalhar. Isso evitaria ter de chegar, até este ponto, e no final, ter de aprender a lição e sair vencedor.

A partir daqui, reforce os seus pensamentos, sentimentos e expressão comunicativa e visualize em sua vida o que deseja, a partir dessa situação por que teve que passar, para que nunca mais se repita tal conjuntura, assim dolorosa.

Só se aprende pela dor ou pelo amor.

As Leis do Universo não perdoam, no entanto fornecem diretrizes para comportamentos e atitudes para transformar e otimizar o nosso corpo físico, mental, emocional e espiritual.

Não dá para viver fora destas normas, sem perceber e saber que as transgressões e a sua ignorância, trazem consequências muito pesadas. Estudar. Compreender. Praticar estas Leis é alcançar o sucesso. A saúde. Os melhores relacionamentos e a abundância, a todos os níveis!

De que está à espera?


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM