1 de Dezembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Brasfemes anseia pela construção do Lar para melhorar resposta à população

19 de Novembro 2021

O anúncio do lançamento da obra do Lar Residencial foi a “prenda” que faltou nas comemorações dos 25 anos do Centro de Bem Estar Social de Brasfemes. A instituição celebrou no domingo as suas Bodas de Prata num ambiente de grande festa, que envolveu não só toda a equipa mas também a freguesia, tendo sido recordados e homenageados todos aqueles que tornaram possível a concretização desta obra e que têm contribuído para o seu percurso.

O Centro de Bem Estar Social de Brasfemes (CEBES) acaba de celebrar 25 anos ao serviço da comunidade. Com 90 utentes distribuídos pelas suas três valências – Centro de Dia (30), Apoio Domiciliário (30) e Atividades de Tempos Livres (30) –, esta instituição consegue responder atualmente a todas as solicitações. Continua, contudo, a faltar uma resposta muito importante – o tão desejado Lar Residencial.

Este foi um dos grandes apelos deixados no domingo, nas instalações e perante os muitos presentes, pelo presidente da Direção do Centro, Paulo Jorge Tenreiro. “Muito gostaríamos de comemorar este aniversário com o lançamento da obra do Lar Residencial, para a qual preparamo-nos e concorremos aos apoios financeiros do PARES 3.0. Passado um ano após a submissão da candidatura, esta ausência de resposta tolhe o futuro pensado para a instituição, aprisionando a sua evolução”, realçou.

Paulo Jorge Tenreiro explicou que o CEBES está preparado para o Lar, uma resposta pela qual muito anseia, tendo a instituição terreno próprio para a sua edificação, na zona Norte da freguesia. O presidente explicou que o projeto já foi aprovado pela Câmara de Coimbra e que o concurso foi lançado no ano passado. A obra destina-se a acolher 32 utentes e representa um investimento previsto de 1,6 milhões de euros. “Estamos há um ano à espera do resultado. Precisamos de saber o que podemos fazer porque se não houver fundos comunitários temos que encontrar o nosso caminho. Não podemos ficar parados”, assegurou.

Esta tem sido, aliás, a filosofia que a instituição sempre abraçou. O presidente recordou que o CEBES nasceu no “interior do Executivo de Brasfemes” de então, um “sonho” de Fernando Nabo, Margarida Quadros e Fernando Silvério que “rapidamente extravasou e foi adotado por tantos outros membros” desta comunidade. “A 13 de novembro de 1996 foram formados os primeiros órgãos sociais e, no dia seguinte, representando todos os fundadores, Arménio Ferraz, Joaquim Marques, Vítor Jorge e Noraldino Fernandes inscrevem no Cartório Notarial a existência do nosso CEBES”, recordou.

Estava então lançada a “semente” para esta obra que, desde então, não tem parado de crescer, com “a ajuda de todos”, assumindo-se hoje como “uma instituição com condições dignas, com uma resposta social assente no profissionalismo, empenhamento e dedicação constantes”. O presidente acrescenta ainda que toda a equipa, composta por 20 funcionários, se esmera pelo “melhor acolhimento, conforto físico e emocional dos utentes”.

Agradeceu por isso a toda a equipa, assim como reconheceu e homenageou também todos aqueles que, das mais variadas formas, têm ajudado esta instituição e que “foram decisivas para que este sonho fosse possível”, tendo sido entregues várias lembranças executadas pelos utentes a entidades e personalidades diversas.

Paulo Jorge Tenreiro assegurou, neste dia de festa para toda a freguesia, que “o trabalho do CEBES segue em frente, porque o tempo não é feito de paragens”. Para além do Lar Residencial, há outro projeto que está pronto a avançar, num terreno contíguo às atuais instalações, no Parque dos Barreiros, onde, em colaboração com a Junta de Freguesia, vai ser preparado um espaço de fruição coletiva, tanto para os utentes como para a própria comunidade, que integrará, por exemplo, um espaço de merendas, hortas e alguns divertimentos, de forma a promover o convívio intergeracional.

Celebrar o passado com olhos postos no futuro

Este projeto foi também destacado pelo presidente da Junta de Freguesia de Brasfemes. João Paulo Marques enalteceu que é importante envolver toda a comunidade na vida desta instituição, recordou o seu nascimento, agradecendo a todos os que, na época, tiveram a coragem de avançar com uma obra desta dimensão e importância numa freguesia rural, na altura “muito longe da cidade”. Deixou também palavras de agradecimento a todos os que contribuíram para este percurso, às funcionárias que neste tempo de pandemia tiveram ainda uma função mais relevante, tendo sido para muitos utentes “a sua única família e as únicas pessoas que viam ao longo do dia”. O autarca não esqueceu também as sucessivas Direções e lançou um apelo à comunidade, para que faça parte da vida do CEBES.

A instituição conta atualmente com 377 associados, um número que João Paulo Marques gostaria de ver crescer. Lembra que basta apenas um euro por mês para se tornarem associados e não escondeu o desejo de ver pessoas mais jovens a abraçar esta causa social que a todos toca.

Aproveitando a presença da vereadora da Câmara de Coimbra, Ana Cortez Vaz, o autarca convidou-a a voltar para conhecer o serviço de refeições escolares ali assegurado, um exemplo que, no seu entender, deveria ser “replicado em todas as freguesias do concelho” já que, para além da qualidade da confeção, combate também o desperdício alimentar e representa “um acréscimo nas receitas das instituições”, o que lhes permite ter depois mais capacidade financeira para abraçar novos projetos. Sensibilizou, ainda, a Segurança Social e a Câmara para a necessidade do Lar Residencial.

A vereadora Ana Cortez Vaz felicitou a instituição por estes 25 anos do CEBES, pelo trabalho que tem vindo a desenvolver em Brasfemes e deixou a promessa de regressar em breve para visitar todas as instalações. “Cá estaremos para apoiar no que podermos o CEBES”, garantiu a representante da Câmara Municipal de Coimbra.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM