29 de Novembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

JOÃO BAPTISTA

Nas Margens do Ceira

5 de Julho 2019

Através de dois artigos publicados neste jornal pela mão autorizada da nossa diretora os nossos leitores foram devidamente informados de tudo aquilo que ocorreu na vigésima oitava edição da Ceirarte.

Efetivamente esta freguesia do concelho de Coimbra mostrou à evidência todas as suas potencialidades numa organização perfeita que recebeu a visita de alguns milhares de pessoas.

Há vinte e oito anos foi duma maneira titubeante mas consciente da capacidade das nossas gentes que se lançou mão desta feira de artesanato. Progressivamente foi, ano após ano, engrandecendo-se quer pelos novos motivos de interesse que foi envolvendo, quer pela teimosa vontade de todos os ceirenses de mostrarem o quanto esta freguesia representa no plano geral.

E esta teimosia mas orientada no sentido do bem servir esteve por certo na iniciativa de 2018 quando a Junta de Freguesia, em boa hora, a implantou num espaço amplo, onde é possível desfrutar de horas de prazer e descontração num ambiente saudável.

É caso para dizer que a “Ceirarte” veio para ficar. Perspetiva-se-lhe um futuro brilhante já que as gentes desta terra, em cada dia, se reveem mais nesta organização.

Ceira é uma zona do concelho que merece ser olhada por quem de direito com os olhos de progresso que inteiramente merece e justifica. Luta com denodo e determinação por ver satisfeitos algumas prementes obras há muito prometidas mas cuja realização tarda.

Mas hoje eu não vou aproveitar esta precioso espaço para fazer referência a outra coisa que não seja esta feira que cada ano aqui tem lugar, cada vez com mais êxito, projetando-a num contexto de primazia entre as suas congéneres.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM