13 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Médicos do Centro apelam à vacinação para garantir imunidade de grupo

26 de Março 2021

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) lançou, anteontem, uma campanha de sensibilização onde apela a todos para que não temam a vacinação, já que se trata de uma resposta segura e eficaz, sendo, para já, como sublinhou o presidente Carlos Cortes, a “única arma” contra a covid-19 e o único caminho para garantir a tão ansiada imunidade.

Designada “Proteger o futuro”, esta campanha dirige-se a toda a população e vai decorrer em três fases, começando agora num formato online. Surge, essencialmente, com o objetivo de sensibilizar a comunidade para o papel que a vacina tem no combate à covid-19 e de assegurar que não há motivos para que as pessoas a temam.

Para Carlos Cortes, esta sensibilização tem que assentar em dois aspetos fundamentais, primeiro o da vantagem individual e depois o benefício do coletivo. “Uma pessoa quando é vacinada está protegida contra a doença e, caso seja infetada, os seus sintomas serão mais ténues. Depois há o plano da comunidade, já que quantas mais pessoas tivermos vacinadas mais fácil será combater e pararmos esta pandemia”, sublinha.

Para o presidente da SRCOM, a vacinação é também “um ato de solidariedade e civismo”, já que ao vacinarem-se “as pessoas estão a proteger-se a elas próprias mas também a comunidade”.

A SRCOM quer, com esta campanha, recordar os benefícios que a vacinação trouxe, não apenas as vacinas contra a covid-19 mas todo o tipo de vacinação. “A vacinação é um bem que a humanidade conseguiu conquistar através do saber e da ciência, um bem que tem mais de 100 anos e que tem trazido muitas alegrias às pessoas porque conseguiu combater surtos, epidemias, vírus e evitar que as pessoas adoeçam ou morram”, frisa.

Apela, por isso, que todos se unam neste processo e que ajudem a “contrariar alguma mensagem menos esclarecida” sobre os benefícios da vacina. “A vacinação é uma coisa boa, é algo de muito importante para as pessoas e não podemos perder esta magnífica oportunidade que nos foi dada, porque em muito pouco tempo, em menos de um ano, conseguimos ter vacinas disponíveis, muito diferentes mas todas elas com uma eficácia muito grande”, explica.

Segundo Carlos Cortes, a região Centro é a que tem uma taxa mais elevada de vacinação, com 6,2 por cento, registando o país apenas 4,5 por cento. O processo está, contudo, ainda muito longe do desejado mas o objetivo passa por chegar ao verão com 70 por cento da população portuguesa vacinada. Carlos Cortes sublinha que é “importante que ninguém fique de fora” e que as pessoas “estejam seguras e confortáveis com a vacina”. Lembrou também que, apesar da vacina ser o caminho, há que manter todos os cuidados preventivos, como higienização das mãos, uso de máscara e distanciamento social.

O desejo da SRCOM é ter, o mais rapidamente possível, todos os portugueses vacinados, já que isso representará o fim da pandemia. “Já cansa. Do ponto de vista da saúde pública e do ponto de visa da saúde mental está a ter um impacto muito negativo na vida das pessoas, portanto este é o momento de nos unirmos todos porque só juntos é que conseguiremos dar um ponto final a esta pandemia”, sublinha.

O Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Carlos Robalo Cordeiro, destacou também a segurança e eficácia das vacinas, considerando que são “a melhor forma de, neste momento, controlar a pandemia”. Congratula-se por Portugal ser “um país com boa adesão à vacinação” e lembra que só aderindo “poderemos ganhar o futuro e ter uma vida o mais normal possível”.

A cerimónia do lançamento da campanha contou ainda com a participação do presidente da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior, Miguel Castelo Branco, e da médica e membro do Gabinete de Crise da Ordem dos Médicos, Carla Araújo, tendo ambos apelado também à vacinação.

A campanha está a decorrer nas redes sociais e inclui a divulgação de um guia prático, com linguagem simples, que reúne informações sobre a vacinação e também respostas às principais dúvidas apresentadas pela população.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM