24 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Politécnico de Coimbra acompanha estudantes estrangeiros no regresso a casa

28 de Março 2020

O Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) tem estado a acompanhar a situação dos estudantes que se encontram em mobilidade internacional através do programa Erasmus e de outros protocolos de intercâmbio, no âmbito da situação internacional da pandemia SARS-CoV-2 (COVID19), sensibilizando para o regresso e ajudando no repatriamento daqueles que manifestam interesse em regressar ao país.

Segundo Maria João Cardoso, pró-presidente do Politécnico de Coimbra e responsável pelas Relações Internacionais da instituição, os primeiros contactos ocorreram a 25 de fevereiro para os estudantes do IPC em Itália, “quando a situação deste país começou a ficar preocupante” e, posteriormente, foram alargados a todos os estudantes do IPC em mobilidade internacional. Por e-mail e contacto telefónico, os serviços informaram os estudantes sobre a possibilidade de regresso a Portugal e de quais as condições e mecanismos de apoio disponíveis. “O processo de repatriamento foi acompanhado em permanência durante 24h por dia através da disponibilização de um número de emergência e mantivemos sempre o contacto telefónico e por Whatsapp com os estudantes”, explica. Neste processo, a responsável refere que “o encerramento súbito da fronteira com Espanha gerou dificuldades particulares a alguns estudantes que solucionámos com um “transfer” que os foi recolher a Sevilha”. Até à data de 27 de março, regressaram a Portugal 87 estudantes e “todos informaram de que se encontravam bem à chegada e do seu compromisso em cumprir um período voluntário de isolamento social de 14 dias”, afirma.

Permanecem na Europa 27 estudantes do IPC, dos quais dois estudantes estão em quarentena (um na Croácia com viagem marcada para 31 de março e outro em Itália sem regresso agendado), e os restantes 25 informaram que pretendem prosseguir o seu período de mobilidade e que se encontram a trabalhar online nas respetivas instituições de ensino superior/entidades em que se encontram a estudar/estagiar. Estes 25 estudantes estão em diversos países, designadamente Alemanha, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Holanda, Irlanda, Itália, Malta, Polónia, Roménia e Suécia.

Quanto aos estudantes internacionais que se encontram em mobilidade no IPC, verificou-se o regresso ao país de origem de 73 estudantes e a permanência de 105, até esta data. Contactados pelos Gabinetes de Relações internacionais das escolas, os estudantes que permanecem informaram que se encontram bem e que pretendem continuar a sua mobilidade, estando a frequentar as aulas à distância. A nacionalidade dos que decidiram ficar é diversa, incluindo países europeus e outros, como a Jordânia e o Brasil.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM