15 de Junho de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Melhores restaurantes da Região de Coimbra reconhecidos

17 de Maio 2019

Oitenta restaurantes da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) foram distinguidos, na semana passada, no Convento São Francisco, em Coimbra, no âmbito do programa “Seleção Gastronomia e Vinhos de Coimbra”.

Promovido pela Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), Turismo do Centro e CIM-RC, com a coorganização da Câmara de Coimbra, este programa terminou com a entrega dos diplomas aos restaurantes, um reconhecimento público que pretende afirmar o património gastronómico português como “um produto turístico, convertendo-o num elemento diferenciador e transformando-o num verdadeiro produto estratégico e competitivo para as empresas e para a região”.

Este programa valorizou vários critérios, como a qualidade do serviço e do desempenho, nos domínios da gastronomia, técnico e serviço. Os restaurantes vencedores receberam um diploma e uma placa de divulgação, que podem agora ostentar no exterior do estabelecimento, num reconhecimento pela qualidade do trabalho que desenvolvem.

Ana Jacinto, secretária-geral da AHRESP, considera que este programa é “um instrumento promocional muito importante para os restaurantes”, uma vez que “certifica a alta qualidade da sua oferta, atraindo mais visitantes”, ao mesmo tempo que “incentiva outros restaurantes a elevar a fasquia do que oferecem”. Na ocasião, destacou ainda que a região Centro é um “importante destino turístico de âmbito nacional”, que sempre se caracterizou pela “excelência dos seus estabelecimentos, verdadeiros embaixadores da nossa gastronomia”.

Presente na sessão, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, lembrou que, desde 2015, o turismo da região Centro, em particular no número de hóspedes, cresceu 50 por cento em termos de procura e em proveitos aumentou 63 por cento. A nível nacional, deu conta que as receitas do setor aumentaram 45 por cento nos últimos três anos e congratulou-se com o facto de Portugal estar a conseguir chegar a novos mercados.

Participaram neste programa, de acordo com Jorge Loureiro, vice-presidente da AHRESP, 141 restaurantes, embora só 80 tivessem concluído o processo com sucesso. “Coimbra obteve a mais alta taxa de sucesso do programa com 70 por cento dos restaurantes certificados”, disse, anunciando também que a intenção da AHRESP passa por alargar o programa às comunidades intermunicipais de Aveiro, Beira Baixa e Leiria e por qualificar, nas três comunidades, mais de 250 restaurantes.

De acordo com a CIM-RC, este programa visa “qualificar a oferta gastronómica, promover a gastronomia portuguesa e regional como elemento diferenciador da oferta turística, transformando-a num verdadeiro produto estratégico e competitivo, valorizar, dignificar e salvaguardar a gastronomia, incentivar o consumo dos produtos regionais, tradicionais e qualificados, bem como promover os vinhos de denominação de origem controlada e também os estabelecimentos de hotelaria, restauração e bebidas que integram a Rede Seleção Gastronomia”.

Esta marca pretende criar na Região de Coimbra “uma rede que garanta a satisfação dos seus clientes, através da adoção do receituário tradicional português, da utilização preferencial dos produtos portugueses, da execução de boas práticas em higiene e segurança alimentar e da oferta de uma qualidade de serviço irrepreensível”.

Recorde-se que a CIM-RC, constituída em setembro de 2013, é formada por 19 municípios, 17 do distrito de Coimbra (Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares), um do distrito de Aveiro (Mealhada) e um do Distrito de Viseu (Mortágua).


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM