24 de Outubro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Livro junta 100 lendas que perpetuam memórias de toda a Região de Coimbra

17 de Setembro 2021

Cem lendas dos 19 municípios que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra estão agora reunidas no livro “Lendário”, uma obra da responsabilidade da Fundação Inatel e que resulta da união e colaboração de vários parceiros, como Municípios, Juntas de Freguesia, associações e entidades diversas de toda esta vasta região.

Da autoria do historiador João Pinho e com ilustrações inéditas do pintor Victor Costa, “Lendário – 100 Lendas da Região de Coimbra” não é apenas um livro. É também um “desfolhar” de memórias e de tradições que fazem parte da cultura do povo desta região e que enriquecem o seu património cultural imaterial.

Apresentado na quinta feira passada, na Quinta das Lágrimas, num espaço que é também lendário e histórico, este livro pretende assumir-se como um legado histórico que fica para todo este território. Fruto de um trabalho que se estendeu por dois anos e de uma investigação profunda, esta obra resulta de uma conjugação de registos escritos mas também de muitas memórias, informações que foram compiladas e registadas pelo autor, de forma simples e com um teor didático mas também divertido, de forma a garantir que cada lenda, acompanhada da pintura que inspirou, cativasse os leitores, independentemente da sua faixa etária ou formação.

Estas 100 lendas convidam o leitor a percorrer cada um dos municípios da Região de Coimbra, através de uma leitura repleta de curiosidades e factos que, em tantos casos de forma divertida, revelam muito da sua história. Foi precisamente isso que demonstrou o diretor da Fundação Inatel em Coimbra, Bruno Paixão, na sessão de apresentação, onde presenteou a grande assistência com o desfiar de várias, pelo menos uma por cada um destes concelhos, roubando sorrisos à assistência.

No final, Bruno Paixão explicou que muitas destas lendas “ainda vivem de geração em geração”, tendo sido necessário “ir bater às portas à procura das pessoas que ainda sabiam contá-las e recriá-las”, um trabalho que durou dois anos e que passou também por algumas visitas a festas das freguesias e bairros.

Considera que “este é um projeto de folha persistente, porque não acaba aqui”. Pelo contrário, “ainda agora começou”. “Ao deixarmos todo este legado à comunidade estamos a pretender, primeiro, que a economia local o absorva mas depois também estamos a procurar que a comunidade escolar e diversas performances artísticas o possam explorar”, realçou, deixando também um desafio a outras CIM para abraçarem projetos semelhantes. Considera que a Fundação Inatel é a entidade indicada para lhe dar continuidade e acredita que, se novos passos surgirem nesse sentido, seria fácil ter em breve “1.000 lendas de Portugal e não só as 100 lendas da Região de Coimbra”.

Bruno Paixão explicou, ainda, que cada lenda está acompanhada de um QR Code que permite que o leitor possa, a partir dessa leitura, “encontrar os locais prováveis onde começaram estas lendas”, associando assim uma parte “cultural, histórica, turística e de preservação de uma memória identitária”.

O autor da obra, João Pinho, enalteceu a riqueza que a Região de Coimbra oferece nesta matéria. “Foram 100 lendas mas podiam ser o dobro ou o triplo, tendo em conta a riqueza que a região reúne”, disse, destacando a diversidade de temáticas das próprias lendas, que vão, por exemplo, da religião à história, etiologia ou mitologia. Considera que a publicação deste livro deixa “todos mais ricos”, assim como destacou o importante contributo que este documento representa para as gerações futuras e para a preservação deste património imaterial que é fundamental para se poder compreender melhor a própria história desta vasta região.

O artista Victor Costa disse que “é uma honra” assinar as 100 ilustrações que acompanham cada uma destas lendas, sublinhando ainda a importância que tem “deixar para o futuro estes registos”.

O presidente da CIM Região de Coimbra, José Carlos Alexandrino, destacou a importância que este livro tem para este território, representando “um sucesso” para todos os concelhos.

O presidente do Conselho de Administração da Fundação Inatel, Francisco Madelino, agradeceu a todos aqueles que tornaram este livro possível e elogiou a forma como os 18 municípios da CIM Região de Coimbra (de fora apenas ficou Coimbra) se uniram para que a sua concretização fosse possível.

Para além da CIM Região de Coimbra, a publicação desta obra contou também com os apoios da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Fundação Inês de Castro e Direção Regional de Cultura do Centro. No lançamento houve ainda momentos de dança e fado.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM