27 de Outubro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Festival “Correntes” traz a Coimbra fado, tertúlias e exposições

24 de Setembro 2021

O festival “Correntes de um só rio – Encontro do fado, da canção, da música e das guitarras de Coimbra” vai apresentar, de 1 a 10 de outubro, no Convento São Francisco, um programa cultural que integra concertos musicais, tertúlias e exposições.

Promovida pela Câmara de Coimbra, esta quarta edição reúne mais de uma dezena de iniciativas, sendo de destacar um espetáculo com Cuca Roseta e Catarina Moura e um concerto que vai recordar canções de Zeca Afonso. O programa integra propostas inéditas e variadas que vão além da música. Espetáculos para crianças e famílias, uma exposição/instalação denominada KAPUA WAIATA – Variações sobre a Guitarra de Coimbra e tertúlias são alguns dos eventos propostos.

O evento começa a 1 de outubro, às 22h00, como habitualmente com a Serenata Património, que este ano junta dois rios, Mondego-Mandovi. Trata-se de um filme-espetáculo que leva ao palco dois virtuosos violinistas de Coimbra e de Goa, Manuel Rocha e Orlando de Noronha, que contam as histórias destes dois rios que os portugueses, na época dos Descobrimentos, tornaram num só. Cuca Roseta e Catarina Moura dão voz ao mar que os une, através das toadas de um lado e de outro mundo português.

Consta ainda no programa a atuação de Rui Pato e António Ataíde, que vão recordar as canções de Zeca Afonso, no dia 2; João Farinha a apresentar “Tempo sem Sombras” no dia 5 e Bernardo Moreira a apresentar o seu novo disco “Entre Paredes” no dia 9, sempre às 21h30. À mesma hora, no dia 7, realiza-se a V Grande Noite do Fado e da Canção de Coimbra, no Grande Auditório. De destacar ainda no dia 3, às 18h00, o percurso pela música de Coimbra – da Alta à Baixa; no dia 5, às 17h00, realiza-se uma tertúlia seguida de um Café Curto, às 19h00. O programa integra ainda “Mu(n)da – Fado Collective”, no dia 8, às 21h30; Coimbra-C – André Gago no dia 9, às 18h00; e o evento “Prospecções – tributo a Manuel João Vaz”, no dia 10, às 18h00.

Recorde-se que este festival foi criado pela Câmara Municipal há quatro anos com o intuito de “promover e valorizar o fado e a canção de Coimbra”, tendo contado, desde o início, como realça a autarquia, com “a entusiasta colaboração de numerosos músicos e artistas da cidade e também de artistas que, inspirados pela tradição musical Coimbrã, definiram os seus percursos ligados a esta arte”.

“No momento em que a cidade prepara a sua candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027, pretende-se, pois, de olhos postos no futuro, dar relevância às matrizes que melhor definem a identidade da cidade, e, das quais, o fado e a canção de Coimbra são exemplo excecional”, refere em nota divulgada.

Esta edição, tal como a do ano passado, vai decorrer ainda em contexto de pandemia, acautelando por isso o cumprimento rigoroso de todas as orientações das autoridades de saúde. A aquisição e reserva de bilhetes deve ser efetuada junto da Bilheteira do Convento São Francisco, presencialmente ou através do contacto 239 857 191, entre as 15h00 e as 20h00, ou ainda através do email bilheteira@coimbra.pt.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM