21 de Junho de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Coletividades de Souselas e Botão mostram o seu dinamismo

31 de Maio 2019

A União de Freguesias de Souselas e Botão promove, de hoje a domingo (31 de maio a 2 de junho), mais um Encontro das Coletividades, um momento de partilha que mostra, no Largo da Igreja de Souselas, o dinamismo e saber fazer das pessoas desta localidade.

O Encontro das Coletividades de Souselas e Botão volta a afirma-se como um ponto de encontro, convívio e partilha da população e de todas as “forças vivas” desta União de Freguesias (UF). A festa começa hoje e prolonga-se até domingo, no recinto junto à Igreja, onde são esperadas muitas centenas de visitantes durante estes três dias.

Promovido pela UF, este Encontro procura envolver todas as instituições e coletividades, bem como os operadores do Mercado e os artesãos da freguesia. De acordo com o presidente, Rui Soares, vão estar no recinto 12 tasquinhas, dinamizadas pelas coletividades e instituições, que vão trazer ao recinto uma oferta variada, onde não faltarão alguns dos pratos emblemáticos da gastronomia regional, como os negalhos, a chanfana, o leitão, o cabrito, o bacalhau e também as “francesinhas”. As sobremesas vão estar, este ano, a cargo do Centro de Apoio Social de Souselas, numa barraquinha que promete fazer as delícias dos visitantes.

Às tasquinhas vão juntar-se ainda 17 stands de exposição, com artesanato variado, as flores e outros produtos que são também já típicos neste evento. O Mercado volta a juntar-se à festa, dando a conhecer no recinto os produtos e serviços que o público pode encontrar, ao longo do ano, neste espaço, uma zona comercial que a UF tem vindo a dinamizar e que pretende, como adianta o presidente, remodelar e abrir a mais e novos operadores.

O Encontro de Coletividades vai mostrar, assim, o dinamismo desta freguesia. No total, vão estar no recinto mais de 30 barraquinhas e, para acautelar a grande afluência nas tasquinhas, onde é habitual haver filas até horas tardias, a UF decidiu criar um novo espaço, mais descontraído, com mesas e cadeiras, onde as pessoas podem comer, beber um café ou saborear uma sobremesa, evitando assim as filas habituais.

“Penso que está tudo preparado para que o Encontro das Coletividades corra bem e seja um sucesso. Vamos ter cá praticamente todas as coletividades presentes e o nosso desejo é que este seja um momento e encontro das famílias e dos amigos”, sublinha o autarca.

Rui Soares lembra que este evento, assim como outros que se vão realizando ao longo do ano na UF, pretende “juntar as várias localidades e fazer com que as pessoas convivam e se encontrem, desfrutando também de tudo aquilo que este território tem para lhes oferecer”.

Nos últimos anos o Encontro tem sido um sucesso, como o testemunham as cerca de 6.000 a 7.000 refeições servidas nas várias tasquinhas. Este ano, com a realização do Campeonato Ibérico Feminino Ori-BTT, que conta já com mais de 200 inscritos (ver caixa), o executivo espera ainda uma maior afluência, tendo acautelado já as próprias associações para que reforcem os stocks, de forma a que nada falte. “Salvo raras exceções, em que o tempo não ajudou, todas as coletividades vendem tudo o que trazem. Acreditamos que este ano será ainda melhor”, sublinha.

O programa abre hoje, às 18h30. Neste primeiro dia a animação está a cargo da Banda Hit (22h00) e do Dj V2 (23h00). No fim de semana a mostra abre às 10h00, estando a sessão solene de abertura marcada para amanhã, às 15h30, seguindo-se animação pelo grupo “Os Katempas” e com demonstração de atividades das coletividades. À noite atua a Orquestra Casinu’s (23h00) e o Dj Coimbra (01h00). No domingo a animação abre com “Os Katembas” (10h00) e segue durante a tarde com a matiné pelo grupo “R Music”, atuação do Grupo de Bombos “Vai a Todas” e com o masterclass de zumba (17h00). Durante a tarde, às 15h00, no Espaço Cultural de Souselas, vai ser inaugurada uma sala dedicada ao Grupo de Cordas Alegra, onde vai ficar reunido o espólio que faz parte da história deste grupo de S. Martinho do Pinheiro que realizou mais de 400 concertos e formou muitos jovens músicos. Será, como realça Rui Soares, “uma espécie de pequeno museu, que vai estar aberto ao público e que dá a conhecer o que foi o grupo ao longo da sua existência”.

Este será também um dos pontos altos do programa que volta a apostar nos grupos da casa. Rui Soares deixa o convite a todos para que visitem Souselas nestes três dias e para que desfrutem da oferta e de todo este ambiente de festa.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM