2 de Dezembro de 2020 | Coimbra
PUBLICIDADE

Associação Integrar: Pedidos de ajuda continuam a aumentar

20 de Novembro 2020

A Associação Integrar tem apostado num trabalho em rede para conseguir dar resposta a todos os pedidos de ajuda que recebe diariamente. Há 26 anos no terreno, esta instituição trabalha sobretudo com a população mais fragilizada e sem abrigo, procurando assegurar-lhes um acompanhamento global com vista à reinserção social e laboral.

O atual contexto de pandemia tem “empurrado” muitas famílias para “situações aflitivas”. A presidente da Integrar, Helena Lourinho, sublinha que os “pedidos de ajuda aumentaram significativamente, não só a nível alimentar mas também de alojamento e formação”. Diz que este é “um momento difícil para muitas pessoas que deixaram de ter os seus empregos, as suas rotinas e passaram a depender da ajuda dos outros”.

“O perfil do utilizador/utente modificou-se de há um ano a esta parte. Temos agora gente muito nova, pessoas que ficaram sem emprego e sem meios de se sustentar, muitas delas que até à data nunca tinham tido necessidade de recorrer a nenhum dos nossos serviços”, realça.

Helena Lourinho lembra que a instituição manteve todas as suas equipas e projetos em funcionamento, pronta “para receber todos os utentes que batiam à porta”. As equipas tiveram que se unir para responder a todos, o que ainda sucede, uma vez que a pandemia continua a “provocar muitos constrangimentos às famílias”.

A Cozinha Solidária da Integrar, que funciona todos os dias na Rua Martins de Carvalho, na Baixa de Coimbra (nas ‘traseiras’ do Mercado Municipal), foi uma das respostas que sofreu, de imediato, um significativo aumento na procura. Helena Lourinho explica que todos os utilizadores deste serviço – que funciona ao jantar durante a semana e ao almoço durante o fim de semana – estão sinalizados mas, no momento atual e com o agravamento das condições económicas, apareceram outros, não tendo sido nunca negada nenhuma refeição a ninguém.

“Continuamos a servir muitas mais refeições na nossa cozinha, estamos a apoiar muito mais gente. A nossa cozinha nunca fecha. Se chega alguém que não está sinalizado e que nos diz que precisa de um prato de comida analisamos a sua situação e, se for comprovada a situação de carência, passa a ser nossa beneficiária”, realça.

As refeições são gratuitas e em regime de take away. Segundo Helena Lourinho, cada pessoa leva as suas caixas para ir buscar a refeição, tendo em conta o número de pessoas que compõem o agregado familiar. Neste momento, ao fim de semana estão a ser servidas uma média de 100 a 120 refeições, um número muito superior ao registado no mesmo período no ano passado. Durante a semana, este serviço tem 11 refeições protocoladas com a Segurança Social, número que já foi ultrapassado.

Para além do apoio alimentar, a Integrar procura realizar um trabalho integrado com as restantes valências, num trabalho em rede que visa suprir as várias carências e apoiar naquilo que for necessário, como assegurar alojamento, trabalho, formação, entre outros.

“Vamos Aquecer Coimbra”?

A campanha “Vamos Aquecer Coimbra”, um dos eventos que dinamiza todos os anos já está na rua e vai manter-se até 28 de fevereiro, apelando, mais uma vez, à doação de cobertores, agasalhos, cevada, leite, copos descartáveis e guardanapos, bens que serão distribuídos pelas equipas de rua no acompanhamento que fazem à população sem abrigo.

Sobre a campanha, Helena Lourinho diz que “já se tornou quase uma tradição que vamos mantendo porque sentimos que continua a fazer sentido apoiar”. A presidente da Integrar diz que “o número de pessoas que vive na rua não aumentou” mas subiu muito o número de pessoas que “precisam de apoios a outros níveis”.

Como as equipas deixaram de fazer as entregas de comida e café à noite devido à pandemia, Helena Lourinho explica que estas doações servem já para acautelar o futuro próximo, apelando por isso à sociedade para que continue a ser solidária com a Integrar. Os bens podem ser entregues em qualquer espaço da instituição ou dos diversos parceiros. Na última campanha foram angariados196 cobertores, 707 agasalhos, 169 unidades de cevada e 365 copos recicláveis.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM