23 de Junho de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Utentes muito felizes com reabertura da “Oficina dos Avós”

14 de Maio 2021

A “Oficina dos Avós”, projeto social que está a funcionar na sede da Junta de S. Bartolomeu, retomou anteontem as suas atividades, para grande alegria dos utentes que, há muito, ansiavam pela possibilidade de saírem de casa, conviverem e adquirirem novas aprendizagens.

Dinamizado pela Associação das Cozinhas Económicas Rainha Santa Isabel (ACERSI), em parceria da União de Freguesias (UF) de Coimbra, este foi um dos projetos vencedores dos Prémios BPI “La caixa”- Seniores 2019, assumindo-se como um espaço de promoção do envelhecimento ativo e saudável, ao mesmo tempo que contribui para a revitalização da Baixa.

Depois de longos meses encerrada, devido à pandemia, a “Oficina dos Avós” está novamente de portas abertas à comunidade. A diretora técnica da ACERSI, Ana Cristóvão, explica que os idosos estavam “ansiosos para saírem de casa e para retomarem algumas rotinas”. Acredita que esta dinâmica irá ser positiva a todos os níveis, sobretudo a nível da saúde física, já que muitos estiveram muito tempo parados em casa, e também psicológica. “Apesar do grande acompanhamento que a instituição sempre assegurou, mantendo projetos ativos, realizando visitas domiciliárias, acompanhamentos e contactos telefónicos, a verdade é que as pessoas precisam de recomeçar”, sublinha.

Para já, as oficinas vão funcionar com uma lotação mais reduzida, de forma a acautelar as condições de segurança necessárias à prevenção da covid-19. De acordo com Ana Cristóvão, ter sido já vacinado é condição obrigatória à frequência e será acautelado o distanciamento social.

“Ioga na Oficina” (com duas turmas), “Linhas e Agulhas – Atelier de Costura” (com duas turmas) e “TIC – aulas de informática e internet” (com três turmas) são as oficinas propostas. A coordenadora do projeto, Teresa Sousa, adianta que está a ser preparado também o recomeço do projeto intergeracional “Avós e companhia”, que assenta em visitas e apoio de jovens a pessoas idosas ou mesmo partilha de habitação.

Recorde-se que a “Oficina dos Avós” abriu nos primeiros meses do ano passado, no âmbito do trabalho desenvolvido pela instituição, no Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Tem como “casa” a sede da Junta de S. Bartolomeu, instalações que a UF de Coimbra tem vindo a transformar no seu “ponto social”, funcionando também aí a Loja Social da freguesia.

A UF de Coimbra é um dos parceiros deste projeto que, como explicou o presidente João Francisco Campos, promove um trabalho em rede que contribui para o envelhecimento ativo, combatendo o isolamento e a solidão, áreas que têm merecido uma atenção especial do Executivo.

Teresa Sousa recorda que a ideia desta “Oficina dos Avós” passa por “proporcionar aos utentes da ACERSI e a toda a comunidade o acesso livre a atividades que promovam o bem estar e o envelhecimento ativo”.

Todas as oficinas são acompanhadas por técnicos e voluntários, criando um espaço dinâmico, intergeracional e que promova o convívio e a partilha.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM