25 de Janeiro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Trouxemil ficou às escuras nas noites de Natal e fim de ano

8 de Janeiro 2021

A população de Trouxemil ficou às escuras nas noites de Natal e fim de ano. O “apagão” aconteceu precisamente à mesma hora, das 19h00 às 22h30, e nos mesmos locais, situação que o presidente da União de Freguesias (UF) de Trouxemil e Torre de Vilela considera insólita, tendo exigido esclarecimentos por parte da EDP Distribuição.

Horácio Costa diz não acreditar “em bruxas e muito menos em coincidências estranhas” e lamenta os transtornos causados à população afetada nestas duas noites de tanta importância e simbolismo para as famílias.

“É lamentável. Já basta o confinamento e esta situação toda que estamos a viver fruto da covid-19 e ainda ficámos sem luz quando as pessoas estavam a preparar os seus jantares. Como a maioria dos equipamentos são atualmente elétricos, houve famílias a começar a preparar o jantar de Natal às 23h00, que estiveram ao frio porque não podiam ligar aquecedores e que não puderam dar banho aos seus filhos”, lamenta, considerando que esta “não foi uma avaria normal”.

De acordo com o presidente, a falta de luz afetou cerca de 60 por cento da Freguesia de Trouxemil nessas duas noites. Horácio Costa contactou a EDP em ambas as ocasiões, tendo-lhes sido dito apenas que “iam registar a avaria e averiguar”. Não satisfeito com este procedimento, Horácio Costa enviou um email à empresa elétrica, com conhecimento da Câmara Municipal de Coimbra, a pedir esclarecimentos pelos “grandes transtornos provocados” à população que, “já obrigada ao confinamento, se viu privada também de preparar, confecionar a refeição e vivenciar da melhor forma possível estes dias especiais em família”.

Em resposta enviada por email, a EDP Distribuição explicou que “no dia 24 de dezembro de 2020, ao final da tarde, ocorreu uma avaria num dos três postos de transformação que serve a localidade de Trouxemil, o que originou a interrupção de energia a alguns clientes”. Para resolver a avaria, “as equipas do Prestador de Serviço Externo, ao serviço da EDP Distribuição, deslocaram-se ao local e procederam às manobras necessárias à resolução do incidente, o que se verificou por volta das 22h00, hora a que a energia foi reposta”, continua. Contudo, “durante esta intervenção foi identificada a necessidade de realizar trabalhos mais especializados, tendo os mesmos sido agendados para a primeira semana de janeiro de 2021”.

Em relação ao dia 31 de dezembro, a empresa elétrica diz que se “registou um novo incidente na mesma zona, cuja resolução, cumpridas todas as questões de segurança, ocorreu em cerca de 30 minutos”.

“Os trabalhos definitivos neste posto de transformação, assim como a avaliação da Rede de Baixa Tensão local, estão previstos para a primeira semana de janeiro, de forma a regularizar em definitivo a situação”, esclarece a EDP.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM