25 de Janeiro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Souselas: Correção de curva em Zouparria do Monte depende do aval da Câmara

27 de Novembro 2020

A obra com vista à correção da curva na Rua dos Calços, em Zouparria do Monte, Souselas, continua à espera do aval da Câmara de Coimbra para avançar. De acordo com o presidente da União de Freguesias (UF) de Souselas e Botão, Rui Soares, o “projeto já foi entregue no Gabinete de Apoio às Freguesias, os técnicos já fizeram as medições, os confinantes com a estrada que precisavam de ser expropriados cederam terreno para a obra avançar mas continua a faltar a aprovação da Câmara para que o concurso possa ser lançado”.

Rui Soares lembra que esta obra é “prometida há décadas”, que tem sido renovada pelos sucessivos candidatos à Junta mas que continua por resolver. Em causa está, como sublinha, “a segurança das pessoas”, uma vez que, devido à falta de visibilidade, são muito frequentes os acidentes naquela zona.

O presidente lamenta que não tenha havido ainda nenhuma resposta oficial da autarquia, apesar de esta obra ter integrado já os Contratos Interadministrativos de 2017, tendo sido adiada e reintroduzida no ano passado, com uma verba superior. “Inicialmente tínhamos cabimentado 30 mil euros para melhorar só a zona da curva mas entretanto entendemos que devemos fazer ali um melhoramento que funcione, daí termos decidido cabimentar o dinheiro todo de um ano para essa intervenção e também uns 200 ou 300 metros de passeio ao longo da curva, por questões de segurança e também de urbanidade”, realça, explicando que a ideia é “cortar a curva, baixar o talude e criar o passeio, de forma a que se veja perfeitamente quem vem de carro ou a pé, de ambos os lados”.

Rui Soares considera que esta obra, que tem um orçamento previsto de 71 mil euros, “é urgente”, estando a sua concretização “dependente apenas do aval do sr. presidente da Câmara para avançar”, lamentando por isso que “ainda não tenha havido qualquer resposta por parte da autarquia”.

Este assunto mereceu também uma posição do movimento Somos Coimbra que, em nota enviada, responsabiliza o Partido Socialista pelo bloqueio desta obra. Considera que se trata de “uma intervenção prioritária, dado o número elevado de acidentes que ali ocorrem, motivados pela falta de visibilidade e pela exiguidade do raio de curvatura e da largura da faixa de rodagem e também por ser uma promessa de todos os partidos candidatos à Junta e Câmara nas últimas décadas”.

Lamenta que, “apesar do projeto estar concluído e submetido à Câmara desde 2018”, não tenha sido ainda aprovado, “mesmo depois das várias insistências quer da União de Freguesias de Souselas e Botão quer do Movimento Somos Coimbra”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM