14 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Semana da Chanfana começa hoje em Vila Nova de Poiares

10 de Janeiro 2020

Mais de 10.000 visitantes são esperados, de hoje a 20 de janeiro, em Vila Nova de Poiares. Conhecida em todo o país, a Semana da Chanfana arranca hoje em nove restaurantes e, a par com a gastronomia de excelência, aposta num programa cultural reforçado, que permita atrair novos públicos ao concelho.

A Semana da Chanfana está de regresso a Vila Nova de Poiares. São já 15 anos de história, 15 anos a afirmar e a levar cada vez mais longe este prato que é o “ex-libris” do concelho. O sucesso deste evento gastronómico traduz-se não só no número de visitantes, tendo chegado aos 10.000 no ano passado, mas também no número de restaurantes aderentes, que sobem agora para nove, mais três do que em 2019.

O Confrade, As Medas, Dom Dinis, A Tina do Bitoque, Portas da Vila, A Grelha, Brasa Kente, Dona Elvira e Paddock são os nove estabelecimentos que vão servir, durante estes 11 dias, a chanfana.

Mas, apesar da festa se fazer à mesa, esta edição apresenta-se também renovada, apostando não só na gastronomia de excelência mas conciliando-a com um atrativo cartaz cultural. Durante a apresentação do evento, Madalena Carrito, mordomo-mor da Confraria da Chanfana de Vila Nova de Poiares, congratulou-se com a forte adesão dos restaurantes e, face ao sucesso das últimas edições, anunciou que a Confraria, promotora desta realização, reforça este ano a aposta na cultura, estando previstos vários eventos para esta Semana da Chanfana, que conta com o apoio da Câmara de Vila Nova de Poiares, Turismo do Centro de Portugal (TCP), Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC), Delta Cafés, entre outros parceiros públicos e privados.

“Temos apostado muito na parte gastronómica e temos atraído muita gente. Mas, para atrair mais, temos que reforçar a oferta, desafiando assim as pessoas a virem saborear a chanfana mas proporcionando-lhes também outras atividades”, frisou.

Há também novidades no próprio modelo, com a inauguração a decorrer hoje, às 19h00, em todos os restaurantes em simultâneo. De acordo com Madalena Carrito, a essa hora, em cada estabelecimento, vão ser descerradas placas que recomendam o prato da chanfana e cortadas as fitas que marcam a abertura da Semana da Chanfana. Este ambiente festivo vai estender-se também ao comércio, com as montras a ostentarem decorações alusivas a esta realização.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Poiares, João Miguel Henriques, enalteceu a importância que a chanfana tem para o concelho, sendo um “prato identitário da região, premiado e reconhecido a nível nacional”, mas que “é ainda mais especial e saboroso em Poiares”. Congratulou-se também com o sucesso que a Semana da Chanfana tem conquistado nestes 15 anos de história e espera que, nestes 11 dias, cheguem ao concelho muitos milhares de visitantes, ajudando a promovê-lo não só agora mas ao longo de todo o ano.

“Tudo o que contribui para a promoção do nosso concelho é importante. A Câmara reconhece e associa-se a todo esse trabalho”, sublinhou, agradecendo à Confraria e também aos restaurantes por ajudarem a levar mais longe o nome de Poiares e a sua gastronomia.

“A Confraria e a chanfana são o ‘ex-libris’ de Vila Nova de Poiares”, sublinhou o juiz da Confraria. Acérrimo defensor deste prato, Jaime Soares recordou que são 15 anos de certame mas 19 de Confraria, período longo em que lutou para “afirmar a sua marca e os valores de um dos melhores pratos do nosso Portugal”. Enalteceu os valores, tradições e costumes associados à chanfana, um prato que tem ajudado a promover o território mas que, como defendeu afincadamente, deve a Vila Nova de Poiares a sua projeção. “Este é um prato de origem das zonas serranas mas quem assumiu os cuidados da confeção da chanfana e o fabrico dos caçoilos de barro preto foi Poiares”, afirmou, assegurando ainda que “quem quer comer chanfana de grande qualidade tem que vir a Vila Nova de Poiares”.

Carlos de Figueiredo, em representação do TCP, e Ângela Pinto Correia, em representação da DRAPC, destacaram também o papel que a chanfana tem enquanto promotor da região, um prato que é “um ex-libris da gastronomia regional” e um “marco distintivo do território”.

A Semana da Chanfana começa hoje e vai animar o concelho até dia 20, contando com um programa cultural diversificado. O Centro Cultural acolhe, neste período, a exposição “Memórias à Mesa” e o mercado de produtos de artesanato e endógenos. Destaque ainda para as palestras “Caprinos na História dos Banquetes” (dia 13), “Retratos na mesa poiarense” (dia 15) e “Comer carne: virtude ou vício? O que nos diz a história da alimentação” (dia 16). Neste espaço haverá ainda teatro (dia 13), rastreios de saúde (de 14 a 16) e fado, com o espetáculo “Amália – Fado e Saudade” (dia 17). Já o Centro Difusor de Artesanato acolhe amanhã, às 15h00, a palestra sobre “Chanfana com pessoas, pensamentos e palavras” e no dia 18 há conversa com artistas plásticos, no âmbito da exposição “A cozinha é cultura”, que pode ser visitada diariamente neste espaço, das 9h00 às 18h00. O programa integra ainda um jantar de confrarias amigas, no dia 17, no restaurante O Confrade, e a realização do Capítulo Extraordinário Interno, no dia 19, na Capela de Santo António.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM