27 de Outubro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Palheiros da Tocha considerados Imóveis de Interesse Municipal

15 de Janeiro 2021

A Câmara Municipal de Cantanhede deliberou aprovar o acionamento dos procedimentos administrativos para que seja atribuída a Classificação de Conjunto de Interesse Municipal a dois palheiros da Praia da Tocha, nomeadamente o antigo Posto de Turismo e a atual sede da Associação de Moradores da Praia da Tocha.

Este reconhecimento, que conta já com o parecer favorável da Direção-Geral do Património Cultural, visa promover o valor identitário das referidas construções palafíticas intrinsecamente ligadas à arte-xávega local, assinalando e preservando a sua singularidade face a todas as outras ao longo da costa norte portuguesa, de modo a acentuar a sua expressividade sociocultural e reforçar o seu potencial turístico.

Ambos datados do século XIX, os palheiros foram adquiridos pela Câmara de Cantanhede e posteriormente transferidos do areal para a entrada da zona urbana, onde foram sujeitos a obras de reabilitação e adaptação para os fins a que se destinavam, ajudando a manter e estimular a conservação da identidade da Praia da Tocha.

Ao avançar com o processo de Classificação de Conjunto de Interesse Municipal do antigo Posto de Turismo e da atual sede da Associação de Moradores da Praia da Tocha a autarquia propõe-se assegurar a “manutenção fiel das características dos palheiros, no tocante aos seus elementos estruturais, arquitetónicos ou decorativos e, com recurso a técnicas e materiais iguais, idênticos ou compatíveis com os existentes à data da sua construção”, admitindo apenas “substituições totais” caso “se verifique a sua degradação irreversível, devidamente comprovada por relatório prévio e validado após visita técnica ou parecer da câmara municipal”.

Este compromisso está, aliás, na base do parecer favorável emitido pela Direção Regional da Cultura do Centro à Classificação de Conjunto de Interesse Municipal, uma vez que “integram património cultural os contextos dos bens imóveis que, pelo seu valor de testemunho, possuam com aqueles uma relação interpretativa e informativa”.

Os palheiros em causa são elementos materiais representativos da Arte-Xávega da Praia da Tocha, que teve origem na fixação de pescadores oriundos das comunidades piscatórias do norte do país, os quais, juntamente com os gandareses que trocaram os carros de bois pelas xávegas, fundaram o pequeno núcleo populacional temporário que veio a dar origem à zona balnear do concelho de Cantanhede.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM