13 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Obras do Mercado D. Pedro V com financiamento europeu garantido

12 de Março 2021

As obras de requalificação do Mercado Municipal D. Pedro V têm já financiamento europeu garantido, tendo sido aprovadas pelo Programa Operacional Regional do Centro (Centro 2020). A intervenção representa um investimento superior a 1,5 milhões de euros, sendo elegível 1.078.406,52 euros. De acordo com a Câmara Municipal, a comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) será de 85 por cento, ou seja 916.645,54 euros.

A requalificação em curso tem em vista a modernização deste equipamento municipal, adaptando-o a novas dinâmicas de funcionamento, nomeadamente através de uma praça de restauração e de um miradouro. Nesta praça, serão instalados fornecedores de refeições e será criada uma zona central comum com mesas. O projeto prevê a criação de 12 espaços de serviço de refeições, mas na área central do 1.º piso também vão nascer outros espaços, nomeadamente um que servirá de ponto de encontro, outro vocacionado para pequenas feiras temáticas e eventos de animação e um terceiro dirigido aos produtores agrícolas, que prevê a criação de bancas amovíveis adaptáveis às diversas solicitações para vender no Mercado.

Para o andar superior da galeria do Mercado do Peixe o projeto prevê a criação de um espaço de restauração individualizado, com entrada também a partir do estacionamento superior (o que lhe permitirá funcionar mesmo com o restante mercado fechado), apoiado com instalações sanitárias e uma cozinha de confeção, com entrada própria para cargas e descargas. A galeria superior será fechada com uma cortina predominantemente de vidro.

O Mercado vai ganhar, ainda, um “condomínio criativo” com três espaços amplos para lojas, ateliês e cowork; e um miradouro na antiga “casa dos frangos”, que vai constituir um espaço exterior aprazível, com esplanada, árvores e espaço relvado.

A par com estas inovações, serão realizadas obras de manutenção, como revisão geral da cobertura e das caleiras, substituição das chapas das zonas de iluminação por chapas de policarbonato com melhor eficiência energética, reparação de pavimentos degradados, pinturas interiores e exteriores de paredes e tetos, revisão e reparação de portas e pequenas reparações diversas. Serão, ainda, substituídas as lâmpadas e o sistema de aquecimento existentes por soluções que garantam mais eficiência energética e maior conforto térmico.

A Câmara de Coimbra adianta que foi já lançado o concurso para a atribuição do direito de exploração de espaços para estabelecimentos de restauração, bebidas e afins. Foram, assim, objeto da concessão de exploração a privados sete postos de comida pequenos, cinco postos de comida grandes, uma cafetaria, três praças, um restaurante e uma zona de “backoffice”, destinada à lavagem de loiça, vestiários e arrumos.

Recorde-se que, para ajudar a colmatar os impactos da pandemia na economia e na vida dos comerciantes locais e produtores agrícolas, o presidente da Câmara, Manuel Machado, aprovou a isenção de taxas municipais de ocupação do Mercado Municipal D. Pedro V até ao final do ano.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM