2 de Dezembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Mira vai investir 1,5 milhões na Zona Industrial

24 de Janeiro 2020

O Município de Mira vai investir 1,5 milhões de euros na requalificação das infraestruturas da Zona Industrial afetadas pelos incêndios de 2017, estando apenas à espera da “luz verde” do Tribunal de Contas para começar as obras.

O presidente da Câmara, Raul Almeida, prevê que a empreitada de requalificação e ampliação do Polo I da Zona Industrial acontece já durante o mês de fevereiro, resultando esta obra de uma candidatura para a reabilitação das infraestruturas afetadas pelos incêndios de outubro de 2017, ao abrigo do aviso CENTRO-53-2018-16, que foi aprovada em 2019.

Com um prazo de execução de 15 meses, a empreitada será financiada em 85 por cento por fundos comunitários, no âmbito do programa Portugal 2020, tendo sido inscrita no Orçamento e Grande Opções do Município para este ano, que conta com cerca de quatro milhões de euros em projetos aprovados, uns em execução e outros em fase de adjudicação.

“A par da requalificação da rede viária do concelho, o investimento na Zona Industrial marcará o arranque de 2020 em termos de investimentos”, disse o autarca à agência Lusa.

A requalificação da rede viária do concelho, no valor de 1,3 milhões de euros, e a empreitada para requalificação e manutenção das pistas clicáveis, são suportadas integralmente por fundos municipais.

Raul Almeida considera que “o ano de 2020 é fundamental na execução dos projetos do Portugal 2020”, surgindo como “um ano de execução física e financeira das obras comparticipadas pelo quadro comunitário”.

De acordo com o Município, a Zona Industrial sofreu prejuízos avaliados em 32 milhões de euros nos incêndios de 2017. O projeto de reabilitação prevê a abertura de um novo arruamento a Sul, bem como uma nova ligação com a Estrada Nacional N109, salvaguardando contudo os “elementos originários do local”. Contempla também a execução de infraestruturas de abastecimento de água, drenagem de águas pluviais e residuais, eletricidade, iluminação pública e telecomunicações nos arruamentos novos, bem como a remodelação destas infraestruturas existentes nas zonas ardidas.

Os pontos de acesso a água para combate a incêndios serão reforçados e será criada uma zona verde, a Norte, inserida numa área de estacionamento, com espaços ajardinados providos de sistemas de rega para garantir uma vegetação verde na altura de maior risco de incêndio.

Os arruamentos e passeios levarão uma nova pavimentação, marcação rodoviária e sinalização vertical, que foi destruída pelas chamas.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM