25 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

LUCINDA FERREIRA

Maturidade espiritual

7 de Fevereiro 2020

Tal como na Química e postulada a Lei de Lavoisier, em 1785, também na escrita e no pensamento, isso de certo modo, acontece…“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

Escrevo, partilhando os assuntos que me tocam e com os quais me vou identificando.

Hoje, foi uma história que escutei e bateu fundo, dentro da minha alma.

Ei-la…

Um aprendiz falando com o Mestre, ia colocando as dúvidas, às quais ele respondia com uma eloquência e sabedoria marcantes.

Aprendiz: – Mestre, o que é veneno?

Mestre: – Qualquer coisa, que está para além do que precisamos, é veneno: Ego. Ambição. Raiva. Medo. Preguiça. Poder. Inveja. Ódio.

– E o que é medo, Mestre?

– O medo é não aceitação da incerteza. Se aceitamos a incerteza ela torna-se inspiração.

– E o que é ódio?

É não aceitação das pessoas, como elas são. Se as aceitarmos incondicionalmente, então isso de torna Amor.

– E inveja?

– É a não aceitação do bem no outro. Se aceitamos o bem no outro, ele torna-se inspiração.

-E o que é raiva?

-Raiva é o que está para além do controle. Se aceitarmos, isso torna-se tolerância.

-E o que é maturidade espiritual?

-É quando se para de tentar mudar os outros e a pessoa se concentra em mudar a si mesmo. É quando se entende que todos estão certos na sua própria perspetiva. É quando aprende a deixar ir. É quando não se têm expectativas nos relacionamentos e se ama simplesmente, pela alegria que isso traz.

A maturidade espiritual é quando se entende que tudo o que se faz é apenas para a nossa própria paz. É quando se para de querer mostrar ao mundo o quanto inteligente se é. É quando não se sente mais necessidade da busca de aprovação dos outros. É quando se para de se comparar com os outros. Sobretudo, é quando se está em paz consigo mesmo.

Maturidade espiritual é ainda quando se é capaz de distinguir entre precisar e querer e deixar ir o seu querer.

Mas, para além de tudo, o mais importante, é quando se para de anexar necessariamente felicidade a toda a parte material – poder ou o que quer que seja de ordem material.

Depois desta reflexão, fazer o balanço pessoal, impõe-se! E cada um conforme o alargamento de sua consciência que já alcançou, tornar-se-á estrela brilhante, estou certa.

Cada segundo é o tempo exato de recomeço e de desafios sem parar, a fim de que não se verifique procrastinação.

Para isso, há que ter a visão exata do que se quer e fazer o seu compromisso consigo mesmo e com o Universo, a fim de todos juntos tornarmos o Planeta Terra um lugar lindo e bom para se habitar, em Paz e Amor.

Quem aceita o desafio? Parar é morrer! Lutar, ser, mudar e crescer é contribuir para um mundo melhor!

“Maturidade espiritual é quando se aprende a calar, a afastar-se e a agradecer pelo que se tem”. Feliz recomeço, em 2020.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM