14 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Fenprof convoca “ação nacional de luta” para 17 de abril

26 de Março 2021

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) vai promover uma “ação nacional de luta” no próximo dia 17 de abril, em Lisboa, para exigir ao Governo “diálogo, negociação e soluções” para os problemas dos professores. O secretário-geral, Mário Nogueira, disse, na sexta feira, em Coimbra, que a Fenprof vai também reclamar “respeito pelos professores e educadores”.

“É intenção da Fenprof não só exigir do Governo diálogo (…), como denunciar no espaço geopolítico temporariamente presidido por Portugal os problemas que se vivem na educação, que afetam os professores”, explicou, aludindo à presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE).

A concentração nacional está marcada para 17 de abril, às 15h00, no espaço adjacente ao Centro Cultural de Belém, em Lisboa, onde, desde janeiro, têm sido realizados “alguns dos eventos mais importantes” da presidência rotativa da UE.

“Não é por falta de abertura negocial e de propostas apresentadas pela Fenprof que os problemas, a maior parte anteriores à atual legislatura e alguns agravados pela pandemia, se arrastam, não sendo visíveis soluções ou vontade política do Ministério da Educação (ME) para as encontrar”, sublinhou.

Mário Nogueira lamenta a falta de diálogo com o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que, como recordou, reuniu com as organizações sindicais de professores e educadores “uma única vez, em 22 de janeiro de 2020”.

“É verdade que o país tem vivido, no último ano, uma situação absolutamente excecional, imposta pela pandemia, mas isso não implica que o ME, relativamente às questões de prevenção e segurança sanitária, negasse informação à Fenprof, como estava obrigado por lei, sobre a situação epidemiológica nas escolas”, afirmou.

Mário Nogueira alerta para os problemas que afetam a classe, que vão para além daqueles relacionados com a pandemia, como os concursos de professores, a precariedade, os horários de trabalho, a necessidade de rejuvenescimento da profissão e o processo de municipalização da educação.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM