29 de Setembro de 2020 | Coimbra
PUBLICIDADE

Dois mortos e vários feridos em descarrilamento de Alfa Pendular em Soure

31 de Julho 2020

O descarrilamento de um comboio Alfa Pendular, no concelho de Soure, fez hoje dois mortos e vários feridos graves, disse à agência Lusa o comandante distrital da Proteção Civil, Carlos Tavares.

O responsável, que referiu ainda a existência de 30 feridos ligeiros, adiantou que todos os feridos já foram retirados da composição e transportados para o Hospital de Coimbra.

Também o presidente da Câmara de Soure, Mário Nunes, deu conta do registo de dois mortos e sete feridos graves.

“Os [feridos] graves não são muito graves e estão a ser estabilizados”, afirmou, acrescentando ainda que os dois mortos “não são passageiros do Alfa” e que os passageiros que não estão feridos foram encaminhados para o pavilhão municipal, onde terão apoio psicológico e médico.

Mário Nunes indicou também que “o Alfa Pendular embateu numa máquina que estava a operar na linha”.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à Lusa que foram acionados para o local cinco viaturas médicas de emergência de reanimação, duas ambulâncias de suporte imediato de vida, dois helicópteros, duas unidades móveis de intervenção psicológica de emergência, assim como duas viaturas de intervenção em catástrofe e várias ambulâncias.

No ‘site’ da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) é indicado que estão no local 176 operacionais, apoiados por 69 viaturas e dois meios aéreos.

O comboio seguia no sentido sul-norte e o descarrilamento ocorreu após o embate entre o Alfa Pendular e uma máquina de trabalho, tendo o alerta sido dado às 15:30, segundo a ANEPC.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já lamentou  o grave acidente ferroviário na zona de Soure, do qual resultaram dois mortos, e disse que aguardará “os resultados das investigações técnicas e judiciais”.

“O Presidente da República lamenta o grave acidente ferroviário desta tarde na Linha do Norte, de cujos detalhes foi informado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos”, lê-se numa nota divulgada no ‘site’ da Presidência.

Marcelo Rebelo de Sousa apresenta “sentidas condolências aos familiares e amigos das vítimas mortais” e deseja “rápidas melhoras aos numerosos feridos, aguardando os resultados das investigações técnicas e judiciais”.

 

Créditos da foto: página do Facebook Ocorrências de Coimbra

 

 


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM