10 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Coimbra instala cinco oficinas e 83 postos de parqueamento para bicicletas

9 de Abril 2021

A Câmara Municipal de Coimbra continua a estimular a mobilidade suave em bicicleta ou trotineta. Nesse sentido, está em curso a instalação de cinco oficinas self-service e de 83 postos de parqueamento de bicicletas, um investimento que ronda os 100 mil euros e que está incluído no Plano de Mobilidade Urbana Sustentável do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Coimbra.

Segundo a autarquia, cerca de um terço destes mais de 80 postos de parqueamento vão situar-se na envolvente da rede de ciclovias municipais, que conta já com mais de 20 quilómetros e que liga polos importantes da cidade, como pontos turísticos, hospitais, equipamentos escolares e desportivos, centros de comércio e serviços e pontos de articulação com transportes públicos.

“A implementação desta rede de postos de parqueamento vai permitir um melhor desempenho do sistema ciclável, considerando a complementaridade dos diversos modos de transporte e promovendo o crescimento do número de pessoas sensibilizadas e que aderem à utilização da bicicleta nas suas deslocações diárias. Uma forma de reforçar o impacto da rede ciclável na redução do uso do transporte privado motorizado e, consequentemente, a emissão de gases com efeitos de estufa”, realça o Município, que tem seguido uma política de incentivo à utilização de bicicletas, apostando agora em “estacionamentos seguros e bem localizados para estes veículos”.

Quanto às cinco oficinas self-service, incluem um suporte onde as bicicletas ficam suspensas, uma bomba de ar interna de alta qualidade com manómetro e as ferramentas essenciais para pequenas reparações.

A mobilidade sustentável continua a ser, assim, uma aposta deste executivo para criar uma cidade mais saudável e amiga do ambiente. Recorde-se que, recentemente, voltou a operar em Coimbra uma empresa que disponibiliza um sistema de partilha de trotineta, cujo conceito passa por disponibilizar estes veículos na medida das necessidades dos utilizadores para viagens de curta distância e deslocações diárias na área urbana.

A autarquia continua a avançar também com projetos para prolongar a rede de ciclovias no concelho, como a criação de mais 18 quilómetros de ciclovia ao longo do leito periférico direito do Mondego, de forma a ligar as povoações que se localizam ao longo da Estrada Nacional 111. A proposta de traçado da nova ciclovia foi aprovada na reunião do executivo municipal de 22 de março e vai ligar-se aos restantes 20 quilómetros de ciclovia já existentes, que vão do Açude-Ponte até ao Vale das Flores e à Portela; aos 11 quilómetros que estão previstos serem executados do Açude-Ponte até ao concelho de Montemor-o-Velho, pela margem esquerda junto à estrada do Campo, onde se irá ligar ao restante percurso ciclável até à costa atlântica na Figueira da Foz; à ligação de 1,3 quilómetros de ciclovia entre o Açude-Ponte e Bencanta; e, posteriormente, à ciclovia que será criada na estrada de Eiras.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM