25 de Janeiro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Cáritas de Coimbra inaugura biblioteca e mercado de Natal na Baixa

27 de Novembro 2020

A Cáritas Diocesana de Coimbra vai inaugurar amanhã uma biblioteca comunitária e um mercado social de Natal, dois eventos que celebram os 19 anos do Centro Comunitário de Inserção (CCI), equipamento social situado na Rua Direita, na Baixa da cidade, que acompanha as pessoas e famílias que se encontram em situação de maior fragilidade.

Planeada há alguns meses, a biblioteca comunitária é uma das novas valências do Centro. Em julho, a Cáritas desafiou a sociedade a doar livros para este espaço que vai estar de portas abertas à comunidade, dispondo de mais de 2.150 livros para empréstimo gratuito, mediante inscrição prévia. Com este projeto, a instituição pretende “garantir às comunidades locais um ponto cultural comunitário de proximidade, assente no livre acesso à cultura e informação”. Para além dos livros, vai ter clubes de leitura e “Hora do Conto”, destinada ao público infantil.

Cristina Melo, diretora técnica do CCI, recorda que a biblioteca está pronta há já algum tempo, tendo a inauguração sido adiada devido ao atual contexto de pandemia. Contudo, “uma vez que se verifica que os condicionalismos se vão manter ou mesmo agravar”, o CCI decidiu assinalar os seus 19 com estas inaugurações, num programa muito restrito. De acordo com a diretora, foram convidados apenas seis padrinhos da biblioteca, que doaram livros, e os presidentes de duas entidades que têm acompanhado sempre o trabalho do Centro – União de Freguesias de Coimbra e Agência para a Promoção da Baixa, respetivamente João Francisco Campos e Assunção Ataíde.

As comemorações vão começar às 9h30, com a abertura do mercado social de Natal. Segue-se a inauguração da biblioteca, a apresentação do projeto “contadores de histórias” e, a encerrar, o cantar dos parabéns, com um “porto de honra” e o bolo de aniversário.

O Mercado, que vai poder ser visitado todos os dias, das 9h30 às 17h30, apresenta os mais diversos artigos artesanais, executados pelos utentes com o apoio das técnicas. Presépios, árvores de Natal e coroas são algumas das sugestões natalícias, que se juntam a outros trabalhos que já se encontram à venda, como as máscaras, capas de agenda, bolsinhas, entre outros.

Esta venda tem um objetivo social e solidário, já que, como explica Cristina Melo, “procura angariar mais algumas receitas para fazer face aos pedidos de ajuda que chegam à instituição, nomeadamente para pagamentos de água, luz e gás”.

A diretora do CCI alerta para o aumento do número de pedidos de ajuda, que cresceram “46 por cento a partir de abril” e que neste mês de novembro “dispararam”, tanto a nível desses pedidos de apoio pontuais como alimentar.

“Foram essencialmente os processos de ação social que sofreram um grande acréscimo a partir de abril. Há pessoas que perderam o trabalho, outras que sofreram quebras grandes nos rendimentos e algumas que não estavam legais”, explica, acrescentando que, na vertente social, o CCI acompanha atualmente “cerca de 400 processos, que se resumem em 502 pessoas”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM