21 de Junho de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Cantanhede aumentou investimento nas áreas social e da saúde

28 de Maio 2021

A redução da dívida de médio e longo prazo em 44,2 por cento e a de curto prazo em 4,7 por cento, o aumento do investimento em 30,7 por cento relativamente a 2019 e o prazo médio de pagamento de 16 dias são alguns dos dados mais relevantes do Relatório de Gestão do Município de Cantanhede.

Aprovado por unanimidade pelo Executivo na terça feira, o documento mostra, ainda, como destaca a presidente Helena Teodósio, que a autarquia “encerrou as contas de 2020 sem dívidas a fornecedores e com as faturas de empreiteiros entradas até 31 de dezembro completamente liquidadas, situação que, conjugada com outros resultados, evidencia o acerto do planeamento, o rigor da gestão e o bom desempenho da instituição ao nível do controlo financeiro”.

Destaca também o crescimento do investimento, que passou de 8,6 milhões em 2019 para 11,3 milhões em 2020, apesar do contexto particularmente vivido no último ano, em que foi preciso “atender às inesperadas necessidades decorrentes da pandemia de covid-19”. Estas circunstâncias levaram à necessidade de reforçar o investimento nas áreas social e da saúde. Helena Teodósio destaca que foi necessário proceder a “várias alterações orçamentais no sentido de canalizar verbas para o combate ao surto epidemiológico e para dar suporte social às franjas da população mais vulneráveis ao seu impacto, processo que de resto prossegue este ano, conforme resulta do aumento substancial das verbas inscritas em orçamento nas rubricas da saúde e da ação social, com, respetivamente, 137 e 46,6 por cento em relação às dotações do ano anterior”.

Alerta, ainda, para a perda de receita que adveio também com as medidas tomadas para minimizar os efeitos da pandemia, como isenções e reduções de taxas.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM