26 de Outubro de 2020 | Coimbra
PUBLICIDADE

Câmara de Cantanhede mantém redução do IMI

25 de Setembro 2020

O Município de Cantanhede vai manter a taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em 0,38 por cento em 2021, o que representa um desconto de 15,6 por cento relativamente à taxa máxima de 0,45 por cento que poderia ser cobrada aos proprietários de prédios urbanos. Esta medida, aprovada na semana passada pela Assembleia Municipal, contempla ainda a aplicação do designado IMI Familiar, traduzido na maior redução permitida por lei para os agregados familiares com dependentes a cargo, prescindindo assim a autarquia de cobrar no próximo ano um valor superior a 80 mil euros, em benefício das famílias com maiores encargos. O desconto é de 20 euros para as famílias com um dependente a seu encargo, 40 para as que têm dois dependentes e 70 para as que têm três ou mais dependentes.

A presidente da Câmara, Helena Teodósio, explica que as reduções resultam “numa menor arrecadação de receita relativamente àquilo que a lei permite”. Diz que o executivo gostaria de poder reduzir ainda mais a taxa de IMI mas admite que “não é possível fazê-lo face à progressiva diminuição das receitas dos municípios e, por outro lado, ao aumento dos encargos inerentes à crescente assunção de competências transferidas pela Administração Central, sem esquecer a realização de despesa para atender às exigências e necessidades causadas pela pandemia de Covid-19”.

Além das reduções do IMI, o Município vai continuar a isentar de derrama as empresas com um volume de negócios que, no ano anterior, não ultrapasse 150 mil euros.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM