4 de Agosto de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Bombeiros de Coimbra com equipas reforçadas para responder às emergências

30 de Abril 2021

Coimbra vai passar a contar com quatro Equipas de Intervenção Permanente (EIP), ou seja mais duas do que atualmente. Este reforço foi anunciado, na segunda feira, pelo presidente da Câmara Municipal, Manuel Machado, na reunião do Executivo, na sua intervenção inicial.

A autarquia teve conhecimento de que seria atribuída mais uma EIP à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários (AHBV) de Coimbra, tendo Manuel Machado solicitado diretamente ao Governo que também fosse contemplada mais uma equipa para a AHBV de Brasfemes. Assim, Coimbra vai passar a ter quatro EIP, que representam um acréscimo no apoio municipal a estas associações, que é superior a 180 mil euros por ano, bem como ao investimento na Companhia Municipal de Bombeiros Sapadores, que reforçam a capacidade operacional no concelho.

As EIP são constituídas por cinco elementos que estão em permanência nos quartéis de bombeiros para ocorrer a qualquer situação de urgência e emergência registada no concelho.

Neste momento, existem em Coimbra duas EIP, a primeira criada a 04 de maio de 2018 e a segunda a 04 de abril de 2019, nas AHBV de Brasfemes e de Coimbra, respetivamente.

Este investimento, que vai ser comparticipado em partes iguais pela autarquia e Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, prevê assegurar, em permanência, o socorro às populações e representa um acréscimo no apoio municipal a estas associações humanitárias.

Recorde-se que a Câmara apoia anualmente a atividade das AHBV de Coimbra e de Brasfemes com cerca de 100 mil euros, a que acrescem cerca de 80 mil euros para financiar as duas EIP existentes.

Também este ano, a autarquia vai viabilizar a operacionalização do Centro de Meios Aéreos da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil no Aeródromo Municipal Bissaya Barreto. Assim, durante o período de incêndios, o aeródromo vai acolher em permanência um helicóptero ligeiro e dois aviões anfíbios médios que reforçam o dispositivo de combate a incêndios na região de 15 de abril a 15 de novembro. Essa operacionalização corresponde a um encargo para o Município superior a 160 mil euros, investimento que a autarquia considera que “é justificável pelo interesse público que a instalação deste dispositivo na região representa”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM