6 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Associação assume gestão dos espaços verdes na Urbanização de Valverde

9 de Abril 2021

A Associação de Moradores Valverde (AMV), em Santa Clara, fica responsável pela gestão das áreas de domínio público daquela urbanização, nomeadamente quanto à manutenção dos espaços verdes e áreas envolventes, limpeza, higienização e conservação de áreas e espaços de utilização coletiva.

A Câmara de Coimbra formalizou esta entrega na sexta feira, durante a tomada de posse dos corpos sociais da associação, cerimónia que decorreu na sede da Freguesia de Santa Clara e que contou com a presença do vice-presidente da Câmara, Carlos Cidade; do presidente da União de Freguesias (UF) de Santa Clara e Castelo Viegas, José Simão; da secretária da UF, Filipa Nobre; do presidente da AMV, José Gonçalves, e de outros elementos.

O acordo de cooperação estabelecido entre a autarquia e a AMV pressupõe uma contrapartida financeira anual de 7.800 euros por parte do Município, valor que se destina à gestão e manutenção dos referidos espaços de domínio público municipal da Urbanização. Este protocolo, semelhante a outros já existentes, como sucede por exemplo na Quinta de São Jerónimo, tem apresentado “resultados muito positivos”, segundo o Município.

O projeto da AMV, denominada “Valverde Emotions – Bio Rede”, passa pela dinamização da respetiva urbanização, através de uma gestão integrada dos seus valores ecológicos, e prevê a possibilidade de replicação para outras áreas municipais. Trata-se de um projeto que “apresenta objetivos ambiciosos e virtuosos que, no geral, promovem o bem-estar, a qualidade de vida e a sustentabilidade do espaço”, pode ler-se na informação municipal que sustentou a aprovação do executivo na reunião de 25 de janeiro deste ano.

No âmbito do acordo de cooperação agora assinado, a AMV compromete-se a assegurar a gestão das áreas do domínio público municipal da Urbanização, nomeadamente a manutenção dos espaços verdes e áreas envolventes; a limpeza, higiene e conservação das áreas; a vigilância das áreas, de modo a evitar a sua degradação; e a conservação dos espaços de utilização coletiva.

A Câmara vai comparticipar financeiramente, com 7.800 euros por ano, as despesas de gestão decorrentes das obrigações assumidas pela AMV. Esse valor, que deve ser liquidado até ao início de cada ano civil e mediante a respetiva apresentação do relatório de atividades, tem por referência os custos da prestação de serviços de manutenção dos espaços verdes em vigor para a Urbanização Valverde.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM