23 de Junho de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

12 de maio: Dia de dizer Obrigado a todos os enfermeiros

7 de Maio 2021

Comemora-se na quarta feira, 12 de maio, o Dia Internacional do Enfermeiro. Chegou a hora de, uma vez mais, dizer Obrigado aos milhares de profissionais que se dedicam a cuidar do próximo, numa missão que abraçam, todos os dias, com abnegação e empenho.

Pilar basilar na área da saúde e na sociedade, os enfermeiros merecem todo o nosso reconhecimento, não apenas nesta data mas todos os dias. Neste último ano em particular, fruto dos esforços que a pandemia exigiu e continua a exigir, merecem-nos mais do que isso. Merecem-nos a nossa gratidão por tudo o que têm vindo a fazer, descurando tantas vezes a família, esquecendo o cansaço e desdobrando-se para minimizar os problemas de quem sofre.

“Enfermeiros: uma voz para liderar – Uma visão para o futuro dos cuidados de saúde” é o tema escolhido este ano pelo Conselho Internacional de Enfermeiros (ICN) para comemorar o Dia Internacional do Enfermeiro. Annette Kennedy, presidente do ICN, considera que a covid-19, que continua a afetar todo o mundo, mostrou a todos “o importante papel que os enfermeiros desempenham para manter as pessoas saudáveis ao longo da vida”. Alerta para as perturbações que a pandemia causou nos cuidados de saúde mas enaltece também as inovações introduzidas, sendo intenção do ICN focar-se, em 2021, “nas mudanças e inovações na enfermagem e na forma como isso acabará por moldar o futuro dos cuidados de saúde”.

O vice-presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Enfermeiros, Luís Filipe Barreira, entende que o tema escolhido para as comemorações deste ano “reflete sobre o impacto da covid-19 no sistema de saúde e na profissão de enfermagem e como estes poderão ser afetados no futuro”.

“Os enfermeiros, como a maior profissão de saúde, devem desempenhar um papel fundamental no planeamento do futuro dos cuidados de saúde”, sublinhou, aquando do lançamento do tema escolhido para este ano, considerando ainda que é chegado o momento de “repensar os modelos assistenciais de saúde tendo em consideração as necessidades das pessoas”.

A pandemia criou grandes perturbações na saúde e veio expor também as fragilidades existentes no setor da saúde, bem como as enormes pressões a que os enfermeiros estão sujeitos. Mas, por outro lado, tornou muito mais evidente a relevância que têm na sociedade, abraçando uma profissão bem conhecida mas nem sempre devidamente reconhecida pela comunidade, pelo próprio sistema e pelos governos – tanto a nível financeiro como no que toca à estabilidade profissional.

Esta data comemorativa serve, por isso, para evidenciar e agradecer aos enfermeiros o seu trabalho e dedicação mas também para alertar para as necessidades e cuidados que também eles têm no exercício da sua profissão e na sua vida pessoal e familiar.

Sensibiliza, ainda, para as múltiplas situações a que estão sujeitos no exercício da sua profissão, onde se deparam, tantas vezes, com situações dramáticas e psicologicamente difíceis, sendo também, em tantos casos, o primeiro (se não o maior) suporte para os doentes, a quem “amparam” com o seu cuidado, carinho e presença constantes.

Uma sentida homenagem a todos os enfermeiros do mundo

O Dia Internacional do Enfermeiro serve, por tudo isto, para homenagear todos os enfermeiros do mundo e destacar a relevância que têm na prestação de cuidados de saúde às populações. Criada pelo ICN, esta data celebra-se todos os anos a 12 de maio, data do nascimento de Florence Nightingale, em 1820, em Florença, e considerada a fundadora da enfermagem moderna.

O Dia Internacional do Enfermeiro é comemorado a nível nacional e internacional, das mais diversas formas. Simpósios e conferências são algumas das muitas realizações habituais, que procuram trazer ao debate vários aspetos da profissão, como as perspetivas da enfermagem, os desafios que se colocam aos profissionais no desempenho diário das suas funções, as suas necessidades e também os seus anseios. Este ano, tal como sucedeu já no ano passado, as celebrações presenciais continuarão a ser contidas, fruto da pandemia da covid-19 que continua a obrigar a cuidados especiais de forma a evitar a propagação do vírus.

Recorde-se que no ano passado, durante as celebrações desta data, o Secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, sublinhou a importância destes profissionais de saúde. Numa mensagem divulgada no twitter disse que a covid-19 tornou mais evidente que os enfermeiros são insubstituíveis e agradeceu o seu trabalho, defendendo que é preciso “celebrar a sua compaixão e liderança e apoiar as mulheres nos locais de trabalho”.

Posição idêntica teve o Secretário-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, reforçando que os enfermeiros “são a espinha dorsal de qualquer sistema de saúde”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM