30 de Maio de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

LUCINDA FERREIRA

Viver

20 de Setembro 2019

Há quem mesmo na desgraça ame a vida. Sorria sempre. Ajude os outros. Nas dificuldades não reclame. Saiba que tudo na vida flui. Morremos para o dia de hoje. Amanhã pode ser bem diferem-te. Melhor!

Outras pessoas só veem o lado negativo. Reclamam sem parar. Tudo é negro. Perdem o pé. Aborrecem os outros. Vítimas, nada lhes agrada. Ficam doentes naturalmente. Nada lhes parece bem. Nada os satisfaz. Não praticam a gratidão. São infelizes. Descontentes. O mundo vai de mal a pior, dizem.

Em que polo se situa? Critica a toda a hora ou tem uma atitude responsável de aperfeiçoamento em cada gesto? Ação? Pensamentos e palavras? Já parou para pensar qual será o motivo do julgamento negativo do mundo exterior? O julgamento dos outros e do mundo exterior é a projeção do seu mundo interior!

Se no seu interior não há amor. Compaixão. Perdão. Tolerância. Desejo de melhorar. Alegria. Segurança. Abundância… E todas as coisas boas que almeja, saiba que fora de si, só encontrará exatamente aquilo que nega no seu secreto, ainda levada pela inconsciência!

É isso que quer para si e para os que o rodeiam de perto? Se sim, continue psicopata. Mauzinho. Doente. E num mundo de violência desesperada que acabará por o destruir. Não duvide.

Se parar e pensar: “eu quero mudar, eu quero ser feliz”. Então, vamos lá. Se foi abusado, tem que tentar limpar, sozinho ou acompanhado por alguém que o ajude a libertar (não com pílulas, mas assumindo e desejando libertar-se!) pois se não limpar esses rever acontecimentos traumáticos é você que continua abusando de si mesmo, ao recordar tudo isso.

Se foi assaltado e continua ruminando nisso, é a violência que mora dentro de si. Só quando aprender a ser compassivo, amoroso, pacifico, tolerante e tudo o mais que deseja em sua vida para se sentir feliz, tem que treinar dentro de si, essas atitudes.

E como? Lendo. Reflectindo. Assumindo a mudança. Vendo. Ouvindo alguém que o possa ajudar a abandonar pensamentos e emoções negativas, auto agressivas.

Claro que a apetência por filmes violentos e cheios de coisas menos boas, criam a tal mente psicopata que espontaneamente emergem do seu mundo interior.

Por exemplo, neste tempo em que os idosos são postos na prateleira pelos filhos, netos netos, se os avós se entregam a este isolamento e dor, não podem continuar assim.

Têm que parar. Auto observar-se. Perceber que isso é algo que acontece a quase todos. Saber aceitar que o mundo mudou. Há que seguir o seu caminho sem cobranças, nem vitimização ou desespero, mas aceitação e ver quais as escolhas possíveis e solitárias, até poderem, pelos seus meios.

Há que encher o seu mundo interior de oração. Ajuda aos que estão piores. Contar as bênçãos e as coisas boas que se possuem. Viver até Deus conceder vida. Construir o seu mundo sem mais dependências afetivas.

O que se deu e fez, está dado. Está feito. Ninguém dá o que não tem. O próprio ato de amor que se deu, já trouxe as alegrias que agora não voltam…

Olhar para traz, cria depressão. Olhar para a frente cria ansiedade. Resta o momento presente. Amanhã será um novo dia que Deus nos concede. Projetar algo na mente, aguardando sua realização, também tem que se lhe diga.

Se quer milhões e só gasta e não trabalha, sem nada fazer para gerir e atrair o dinheiro que retorna sempre, através de uma energia de amor e serviço, pode esperar que nada acontece.

Só quem semeia colhe, sem ilusões levianas. Portanto ao alcançar esta abertura de consciência, a visão do mundo exterior muda!

HOJE, já sabe que sempre que critica com dureza, o mundo exterior tem que construir a sua catedral interior, em que você é rei e rainha, assumindo esse poder dentro de si, no silêncio e na persistência.

Quando entender isto está no caminho do treinamento da paz e da harmonia para si e para o tal mundo (pelo que é responsável) enxergado agora, com olhos diferentes de bondade e verdade com toda a clareza do seu mundo interior pacificado!

Vamos todos a caminho! Coragem.


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM