29 de Setembro de 2022 | Coimbra
PUBLICIDADE

Universidade de Coimbra estuda novo acesso para Biblioteca Joanina

19 de Dezembro 2018

A Universidade de Coimbra (UC) está a estudar a criação de um novo acesso à Biblioteca Joanina, levado a cabo pelo conceituado arquiteto Eduardo Souto Moura, que tem como objetivo proteger o património, o espólio e melhorar as condições de visita.

Este novo acesso “permitirá estabilizar a temperatura interior e evitar a entrada de partículas de pó” para a sala principal, revelou o diretor da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, José Augusto Bernardes. A finalidade é preservar o ex-libris turístico da UC e uma das mais belas bibliotecas a nível mundial.

O estudo será feito com base na área envolvente da Biblioteca de forma a criar as condições necessárias para essa melhoria. Recentemente tem sido feita uma aposta nesse sentido, tendo sido alterada a porta de acesso principal para a porta lateral, assim como um controlo rigoroso das entradas simultâneas de turistas. Também na mesma linha de raciocínio, a UC investiu numa câmara de anoxia que repõe os níveis de humidade e promove a desinfeção dos livros, sem químicos. “A instalação deste dispositivo revelou-se de enorme importância para a preservação dos documentos. A sua instalação, ocorrida há cerca de 18 meses, permitiu o início de um programa de higienização dos cerca de 58.000 volumes que se encontram no edifício”, adianta José Augusto Bernardes.

A Biblioteca Joanina é, ainda, “mãe” de documentos de inestimável valor, tendo sido requisitadas mais de 600 obras durante o ano corrente. De acordo com dados de 2017, é visitada anualmente por cerca de 500.000 pessoas. Este património destaca-se não só pelo seu espólio como pela exuberância da arquitetura, sendo destino de fruição pública em todas as suas vertentes.


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM