21 de Junho de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Uma Casa, Uma Causa: Casa dos Pobres

24 de Maio 2019

Por Fernando Albergaria

A pobreza pode ser entendida em vários sentidos, principalmente carência real, tipicamente envolvendo as necessidades da vida quotidiana, como alimentação, vestuário, alojamento e cuidados de saúde. Pobreza neste sentido pode ser entendida com a carência de bens e serviços essenciais (Wikipédia).

No sentido mais lato, pobre pode ser indicado como pessoa com poucos recursos, mendigo, pedinte ou aquele que é simples e humilde.

A pobreza pode ter múltiplas origens desde logo pelo facto de a pessoa não ter um modo de vida para angariar o seu sustento e o seu mínimo bem-estar, por ser portador de doença, a perda de emprego, flagelos sociais como o alcoolismo e a dependência, o uso e abuso de substâncias de adição, a solidão e o isolamento da sociedade.

Exemplos estes de algumas desventuras a que qualquer ser humano pode estar sujeito levando inevitavelmente à situação de total dependência pessoal, económica e social.

A Responsabilidade de Atacar e Colaborar na melhoria desta Chaga Social é de Todos, nomeadamente daqueles que de alguma forma possam contribuir para a minimização deste verdadeiro problema e flagelo social.

O Estado como primeiro Ator neste exercício, as Misericórdias que têm tido tal como as Instituições Particulares de Solidariedade Social papel muito ativo meritório e altamente relevante a as Instituições locais têm tido Ação Preponderante, mas todos nós teremos uma palavra a dizer no colaborar desta Missão. – Os que Podem aos que Precisam, será o lema.

Neste contexto, manifesto o meu Apreço Especial pela Casa dos Pobres de Coimbra, e total Solidariedade.

Esta Instituição relevante da nossa Cidade de Coimbra, fundada por boas vontades em 08-05-1935, no Pátio da Inquisição, passando pela Praça do Comércio nos anos de 2001 a 2011 e no presente desde 2011 em S. Martinho do Bispo. Esta IPSS que acolhe 63 utente sem situação de carência familiar, económica e social, necessita de todo o apoio, já que as instalações se encontram curtas para as necessidades. Mãos à Obra.

A Casa dos Pobres quer manter o seu Espírito de Missão e Defesa de Valores, pelo que o apoio Económico e a Solidariedade não deverá faltar a esta Nobre Instituição.

Socorri-me do Amigo, para dessa forma Poética poder prestar uma Singela Homenagem à Casa dos Pobres de Coimbra.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM