12 de Dezembro de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Uma Casa, uma Causa: A propósito da Casa dos Pobres

7 de Agosto 2019

Por José Relvão

O Lino Vinhal tem uma rara capacidade de mobilização de pessoas, dos mais variados setores, que deve fazer inveja a muitos políticos da nossa praça.

Cidadão de causas, tem agora uma nova: a Casa dos Pobres.

E os amigos cá estão, uma vez mais.

Coimbra conhece o extraordinário percurso da Casa dos Pobres, o Sr. Aníbal que lhe dedicou a vida e a ação abnegada dos seus dirigentes e colaboradores.

A atual Direção, presidida pela Luísa Carvalho, que inclui o A. J. Taborda, amigo de sempre, está empenhada na ampliação das instalações e precisa de ajuda.

Tendo lido os textos já publicados, pensei: que dizer mais?

Fui ver a Constituição. O Artigo 72, curiosamente intitulado de “Terceira Idade”, refere:

“As pessoas idosas têm direito à segurança económica e a condições de habitação e convívio familiar e comunitário, que respeitem a sua autonomia pessoal e evitem e superem o isolamento ou a marginalização social”.

Procurando com algum cuidado, também, no programa do atual governo, se encontram referências aos idosos. O mesmo deve ter acontecido com os anteriores, mas não fui ver.

A Resolução 46/91 da Assembleia Geral das Nações Unidas estabelece os “Princípios das Nações Unidas para as pessoas idosas”.

Na União Europeia, para além da “Carta dos Direitos Fundamentais”, uma ampla legislação é sobre direitos e proteção a idosos.

Mais não procurei, mas parece poder concluir-se que todas dizem, mais ou menos, o mesmo, havendo, na sociedade, um amplo consenso.

Resumo meu: a sociedade deve conferir aos idosos, em especial aos mais frágeis, condições dignas de vida, não lhes sonegando os direitos que são de todos os cidadãos.

Os idosos, apesar do seu significativo peso eleitoral, não constituem um grupo organizado, em condições de influenciar decisões políticas.

O Estado alivia a consciência, delegando muitas das suas obrigações em Instituições da sociedade civil. Estas, apesar dos esforços de dirigentes e colaboradores, não conseguem, por falta de meios, responder a todas as solicitações, que, pelas razões conhecidas, tendem a aumentar.

A Casa dos Pobres é uma delas – VAMOS AJUDAR.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM