13 de Maio de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

TOCHA COELHO

Um olhar sobre a rua João de Lemos na Figueira da Foz

18 de Janeiro 2019

Esta via é classificada de rua, mas não passa de uma pequena travessa pedonal, fazendo a ligação entre as ruas Francisco António Dinis e Cândido dos Reis, sensivelmente a meio, em frente ao Centro Comercial Complexo Mondego.

João de Lemos foi uma figura carismática da Figueira da Foz sendo conhecido pela sua simpatia e dinamismo no ramo da atividade seguradora, e bem mereceu o título que o Município resolveu atribuir-lhe.

O edifício chamado “O Trabalho” foi construído, e está localizado, neste local, a pensar em servir o Bairro Novo. Havia uma profusão de lojas, desde uma livraria, uma agência bancária, lojas de vestuário, comércio de móveis, café Snack-bar, comércio de música, e ainda uma agência de seguros com o nome acima referido, dinamizado por João de Lemos.

No piso subterrâneo existia um parque de estacionamento automóvel, hoje abandonado, a acompanhar a agonia do imóvel totalmente degradado e que envergonha a Figueira da Foz e que não é propriamente um local recomendável, pois ameaça ruir, e serviu até há pouco tempo, de porto de abrigo para marginais. No espaço fronteiro à fachada que dá para a rua Francisco António Dinis há um reentrância a acompanhar o prédio, utilizada para estacionamento de veículos e que, assim, dá margem aos donos para não pagarem taxas à Figueira Parques. O imóvel foi mal construído e degradou-se rapidamente, pelo que todo o comércio fechou.

Fala-se agora que toda aquela zona, juntamente com o espaço seguinte, no sentido descendente, que anteriormente serviu de colégio do sexo feminino e agora também degradado, foram vendidos, presumindo-se que ali sejam construídas habitações e lojas. Seria bom que se pensasse que ali poderia ser instalado um cinema e restaurantes.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM