18 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

ULS de Coimbra quer criar comunidades de saúde em articulação com municípios

23 de Fevereiro 2024

A Unidade Local de Saúde (ULS) de Coimbra pretende criar comunidades de saúde intermunicipais com os municípios da sua área de abrangência de forma a centralizar um conjunto de serviços de saúde comuns para os utentes.

“Estamos a trabalhar com as duas comunidades intermunicipais – Coimbra e Leiria – para criarmos comunidades de saúde, que são na prática agregações homogéneas de alguns municípios, e para que consigamos definir um plano de saúde, com uma governação clínica comum e a centralização de um conjunto de serviços”, explicou o presidente do conselho de administração, Alexandre Lourenço.

Segundo o administrador, a intenção é criar serviços descentralizados de medicina dentária ou de saúde oral, de fisioterapia, de análises clínicas, de raio-X, que evitem deslocações dos doentes ao hospital ou a Coimbra para receberem cuidados de saúde.

O grande objectivo passa por desenvolver um modelo dentro da ULS que melhore a qualidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e disponibilize à população um conjunto de serviços “em contínuo, ao invés de as pessoas sentirem os serviços de saúde quase como silos autónomos”, trabalhando em conjunto “uma grande equipa de cuidados primários, hospitalares e saúde pública”.

“A nossa grande preocupação é que a vida e a forma como os doentes vivem o sistema de saúde não seja como tem sido até agora – com o hospital ou vários hospitais e especialidades de um lado e médicos de família e unidades de cuidado da comunidade do outro”, sublinhou Alexandre Lourenço.

Segundo o responsável da ULS de Coimbra, é necessário articular, de uma forma integrada, com maior proximidade, os serviços de saúde prestados à população, de forma a diminuírem tempos de espera nas consultas médicas hospitalares e para se evitar idas desnecessárias às urgências hospitalares.

A expectativa de Alexandre Lourenço é a de que durante 2024 estejam definidos percursos de cuidados para a área da diabetes, insuficiência cardíaca, doenças crónicas respiratórias, como a asma e a doença pulmonar obstrutiva crónica, e das demências, “que é uma preocupação pelo facto de a população ser bastante envelhecida”.

A ULS de Coimbra garante um raio de acção em 21 concelhos e aproximadamente 415 mil utentes, na qual cerca de metade são idosos e a densidade populacional é mais reduzida.


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM