6 de Dezembro de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Soure celebra juventude de olhos postos no ambiente

7 de Setembro 2018

O Município de Soure promove, de 14 a 16 de setembro, no Parque dos Bacelos, o Pangeia – Festival Municipal da Juventude. Pioneiro no concelho, este evento celebra a juventude, ao mesmo tempo que procura sensibilizar e educar para as boas práticas ambientais, através de iniciativas e medidas que, a curto e médio prazo, contribuirão para fazer deste um concelho mais sustentável e com mais qualidade de vida para todos aqueles que aí residem.

Durante a apresentação do festival, que decorreu anteontem nas instalações da Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra, o presidente da Câmara de Soure, Mário Jorge Nunes, explicou que que este evento procura envolver, acima de tudo, os jovens do concelho, através de um conjunto de atividades culturais, desportivas e recreativas, que têm por base temáticas relacionadas com o ambiente e a relação com o património natural, em especial os rios.

“Este é um festival sobre a Terra, sobre as temáticas do Planeta, associado às questões ambientais. O nosso objetivo é motivar os jovens, desde os muito jovens até aos mais seniores, para os problemas que nos afetam hoje em termos ambientais, como é o caso da água e dos recursos urbanos”, explicou. O autarca considera que estas são “áreas em que vamos ter que ser mais eficazes” e deu conta do trabalho que o Município de Soure tem vindo a fazer, nomeadamente com o “Recicla Soure”, programa que vai ser lançado durante este evento e que contempla várias iniciativas de natureza ambiental, algumas das quais integram já a candidatura apresentada ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR).

É no âmbito deste programa “Soure Recicla”, que segundo Mário Jorge Nunes representa um investimento de 800 mil euros, que vão ser apresentados 13 ecocentros, que vão estrear-se durante o festival e que depois serão distribuídos um por cada uma das nove freguesias, ficando quatro para a sede do concelho.

Esta será apenas uma das muitas iniciativas que o programa do festival dedica ao ambiente. Música, desporto e arte integram também este evento que é a primeira realização municipal candidata a receber o selo de “Ecoevento”, comprometendo-se, assim, com metas objetivas de separação de resíduos e com a implementação de práticas ambientalmente responsáveis, procurando afirmar a marca “Soure Sustentável”.

Com uma localização privilegiada, o festival procura tirar partido do espaço entre os rios Arunca e Anços, com as atividades a valorizarem também aqueles cursos de água que atravessam o concelho, como construção de eco-embarcações, passeios em kayak, canoa e gaivotas e mesmo percursos a pé no rio.

Com um orçamento de 35.000 euros, o Pangeia vem substituir o Encontro da Juventude (que se realizava habitualmente em abril), apresentando-se com um programa mais variado, abrangente e, como frisou o autarca, com mais “potencial para crescer no futuro”.

O festival abre no dia 14, às 10h00, seguindo-se atividades como construção de eco-embarcações, arte urbana e pintura de contentores. À tarde, destaque para o debate “Fluxo – ambiente e desenvolvimento” (15h00), para a 1.ª Eco-regata do Anços e Arunca (17h00) e para o Sunset animado pelos Dj’s Faiu e Eme (18h00). À noite realiza-se a primeira sessão do Concurso de Bandas de Garagem (21h00) e atua Sede Bandida (23h00), continuando a animação com Late Night, Dj Xijesse e Dj Myro.

No dia 15 o festival reabre às 10h00 e o programa inclui eventos como o Torneio Futvólei dos Bacelos (10h30); a Mostra de Atividades Culturais, com hip hop e atuações das escolas de dança (15h00); canhões de espuma (17h00); Sunset (18h00); a segunda sessão do Concurso de Bandas de Garagem (21h00); e a atuação de Jimmy P (23h00), seguida de animação com Dj’s.

No dia 16 o evento começa às 9h00, altura em que se inicia também o IV Cross Trail Soure 1111, que deverá contar com a participação de 1.000 pessoas. À tarde, a partir das 15h00, destaque para a Mostra de Atividades Culturais, com as escolas de música, sendo que, de acordo com Mário Jorge Nunes, existem 32 escolas de música no concelho de Soure.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM