18 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

Rede de abastecimento de água na Tocha vai ser remodelado pela INOVA-EM

23 de Fevereiro 2024

Foi aprovado pelo Executivo Municipal o projeto relativo à 3.ª fase da remodelação da rede de abastecimento de água e ramais da Zona de Mediação e Controlo da Tocha. A empreitada terá um custo estimado de 330 mil euros acrescidos de IVA e deverá ser concluída num espaço de 270 dias seguidos.

Nesta fase projetam-se intervenções nas Berlengas e Rua de Arazede  (antiga EN 335-1), na Tocha, para que sejam substituídas tubagens deterioradas.

A obra decorre na sequência da preocupação da INOVA-EM com a reabilitação da rede de distribuição de água que tem a seu cargo, visto que, devido à idade, constituição e desempenho, as tubagens não oferecem condições estruturais, hidráulicas e de garantia da qualidade da água consentâneas com o nível de serviço superior que pretende manter.

De acordo com Pedro Cardoso, presidente do Conselho de Administração da INOVA-EM, está a ser dado mais um passo “na melhoria das redes de saneamento de água e, consequentemente, na qualidade de vida das populações. Esta meta é especialmente exigente num concelho com a dimensão territorial de Cantanhede, de 400 quilómetros quadrados.”

Ao longo da execução da empreitada serão realizados trabalhos como a substituição de condutas e dos respetivos ramais existentes, com desativação do sistema existente; substituição de bocas de incêndio por marcos de incêndio na área de influencia da intervenção, com desativação das bocas de incêndio existentes; e colocação de válvulas para sectorizar a rede de distribuição, por forma a minimizar o número de clientes afetados por roturas, com a vantagem de serem também diminuídos os volumes de água desperdiçada com operações de limpeza e expulsão de ar no restabelecimento do fornecimento de água após a reparação de roturas.

A obra, que está inserida na estratégia definida pelo Plano de Gestão Patrimonial de Infra-estruturas, visando o aumento da eficiência da rede de abastecimento, consta no Plano Plurianual de Investimentos Previsional 2023-2026, cujo investimento ultrapassa os 12.5 milhões de euros.

No âmbito deste Plano já foram concretizados outros investimentos como a remodelação da conduta elevatória Fervença-Lemede e da rede de abastecimento de água na Rua Marquês de Pombal, da rede de saneamento de águas residuais domésticas em Vilamar e Corticeiro de Cima e a aquisição de equipamentos de deposição de resíduos urbanos e bio resíduos.

O Plano prevê também a remodelação e beneficiação da Central da Fervença (2.ª fase), remodelação dos reservatórios do concelho, ampliação do sistema de telemetria, assim como a remodelação da rede de saneamento de águas residuais domésticas em Póvoa da Lomba, Febres e Vilamar e Corticeiro de Cima (2.ª fase), entre outros trabalhos.


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM