25 de Agosto de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Rally de Portugal arranca hoje da Porta Férrea

31 de Maio 2019

Os 80 carros e os 160 pilotos que participam no Rally de Portugal arrancam hoje, às 8h30, da Porta Férrea da Universidade de Coimbra, onde chegaram já ontem, para grande alegria dos muitos aficionados do desporto automóvel.

Dezoito anos depois, o Rally de Portugal está de regresso ao Centro do país e estreia-se na cidade de Coimbra. A emoção e adrenalina tão próprias desta competição vão prolongar-se até domingo e, de acordo com os promotores, durante estes dias, a prova deve atrair mais de um milhão de espetadores, muitos deles estrangeiros.

De Coimbra, o Rally segue em direção aos concelhos da Lousã, Góis, Arganil e Lousada. A prova continua amanhã em Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante e no domingo em Montim, Fafe e Luílhas. A cerimónia do pódio está marcada para Matosinhos.

A 53.ª edição do Rally de Portugal, que integra o Campeonato Mundial de Rally, conta com a participação de 80 carros, 160 pilotos e um percurso de 1.463,55 quilómetros, dos quais 311,59 cronometrados ao longo de 20 especais de classificação.

Promovido pelo Automóvel Club de Portugal (ACP), com o apoio das câmaras envolvidas e do Turismo Centro de Portugal (TCP), o Rally é uma prova com grande impacto mediático e com uma afluência de público muito significativa. Recorde-se que durante a apresentação do evento, que decorreu na Câmara de Coimbra no final de janeiro, foi apresentado um estudo, realizado pela Universidade do Algarve, sobre o impacto da prova e que dava especial destaque ao cerca de um milhão de espetadores presentes, à forte participação de turistas estrangeiros (mais de 50 por cento), bem como à presença de adeptos de todo o país e de toda a Espanha. A nível económico, o estudo apontava para um retorno financeiro superior a 138 milhões de euros, valores referentes ao ano passado.

Os presidentes das quatro autarquias da região por onde vai passar o Rally – Coimbra, Arganil, Góis e Lousã – congratulam-se com o seu regresso a este território e esperam que o “melhor Rally do mundo” possa voltar novamente à região já em 2020 e nos anos seguintes.

Trânsito condicionado em Coimbra

O facto de a prova começar na Porta Férrea, no centro da cidade de Coimbra, obriga hoje a alguns condicionalismos a nível do trânsito. De acordo com a autarquia, a circulação vai estar cortada, das 7h00 às 10h30, na Rua Padre António Vieira, Couraça dos Apóstolos, Rua de S. Pedro, Rua de S. Paulo, Calçada Martim de Freitas, Rua Arco da Traição, Rua Inácio Duarte, Largo Marquês de Pombal, Largo da Feira, Rua dos Estudos, Largo D. Dinis, Rua Larga e Largo da Porta Férrea.

Haverá também alterações no percurso das Linhas n.º 28, 34 e 103 dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos durante esta manhã, com a circulação a efetuar-se através da Praça da República, Rua Oliveira Matos e Rua Castro Matoso, até à Praça João Paulo II, onde retomarão os seus percursos normais. As paragens que servem estas linhas, localizadas na Rua Padre António Vieira, Rua de São João e Rua Larga, vão estar fora de serviço durante este período, devendo os passageiros deslocar-se para as paragens localizadas junto ao Teatro Gil Vicente (Praça da República) e na Rua Castro Matoso. A Linha Botânico não se efetuará durante a manhã de hoje.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM