1 de Dezembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Portugueses estão a dormir pouco e mal

22 de Fevereiro 2019

Os portugueses estão a descansar poucas horas, dormindo em média menos de seis horas diárias, com reflexos negativos na vida ativa e social. O alerta é da Associação Portuguesa do Sono (APS), no âmbito do Dia Mundial do Sono, que se vai assinalar a 15 de março.

O presidente da APS, Joaquim Moita, considera que a sociedade portuguesa e europeia “dão pouca importância ao sono, dando mais importância ao trabalho e ao lazer”.

“As pessoas dormem pouco e mal em Portugal”, sublinhou o especialista, que dirige também o Centro de Medicina do Sono do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), frisando que esta situação provoca problemas de saúde cognitiva e física.

O Dia Mundial do Sono vai ser assinalado, a 15 de março, em Coimbra, com uma mesa redonda sobre a presença e representação do sono nos Livros das Grandes Religiões Proféticas (Cristianismo, Judaísmo e Islamismo), em que participam um estudioso, um crente, um líder religioso, um médico e uma cientista.

“Quando um elemento lê os livros, por exemplo, o Corão, verificamos que é muito interessante que estão lá os procedimentos que a medicina do sono moderna, que é relativamente recente (só tem 50 anos), também recomenda”, frisou Joaquim Moita em declarações à Lusa.

Segundo o presidente da APS, “quando se olha para as religiões, verifica-se, em primeiro lugar, que têm muitos pontos em comum e que dão uma grande importância ao sono”. Joaquim Moita considera que “é muito interessante verificar que todas elas dão uma grande importância ao sono, à alternância entre o sono e a vigília, entre a noite e o dia”. No seu entender, vive-se hoje numa sociedade que “desvaloriza a importância do sono e verifica-se que, de facto, nas religiões monoteístas isso não acontece”.

Recorde-se que o Dia Mundial do Sono é assinalado anualmente na sexta feira anterior ao equinócio da primavera, de forma a celebrar a data e a alertar para a importância que o sono saudável tem para uma boa qualidade de vida.

A APS é uma associação sem fins lucrativos que visa a investigação, desenvolvimento e divulgação de temas correlacionas com a temática do sono e perturbações.

Concurso desafia crianças a “pintarem” o sono

A Associação Portuguesa do Sono está a desenvolver um concurso de desenho com o tema “Dormir bem, envelhecer melhor”, no âmbito do Dia Mundial do Sono que se assinala a 15 de março. Esta iniciativa é promovida em parceria com o Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra e é destinada a crianças e jovens dos 1.º, 2.º, 3.º ciclos e ensino secundário de ensino público, particular e cooperativo, em Portugal. O concurso visa dar a conhecer as condições para uma boa higiene do sono e a sua importância na saúde.

As imagens para o concurso devem seguir o tema tendo, também, como referência as informações divulgadas na brochura “Higiene do Sono na Criança e Adolescente”, elaborada pela APS e Sociedade Portuguesa de Pediatria. As inscrições devem ser submetidas até ao dia 1 de março e os resultados são conhecidos três dias depois.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM