27 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Pombal promove artesanato e gastronomia

28 de Setembro 2018

Cerca de 180 expositores participam, de hoje a domingo (28 a 30 de setembro), na Feira Nacional de Artesanato e Tasquinhas de Pombal, certame que celebra 25 anos e que continua a apresentar ao público o que de melhor se faz no país a nível artesanal e também da gastronomia.

O artesanato e a gastronomia são as principais “estrelas” da Feira Nacional de Artesanato e Tasquinhas de Pombal. No ano em que comemora as suas Bodas de Prata, o certame junta no Expocentro, no Parque Industrial Manuel da Mota, cerca de 180 expositores, oriundos de todo o país.

Promovido pela Câmara Municipal de Pombal e pela ADILPOM – Associação de Desenvolvimento e Iniciativas Locais de Pombal, a feira aposta numa oferta diversificada e de qualidade, de forma a que, todos os anos, os muitos visitantes encontrem no evento algo de novo e que corresponda às suas expectativas.

A nível do artesanato, vão estar representadas no evento as técnicas mais genuínas do trabalho artesanal, como barro, madeira, têxtil, cestaria, escultura, ourivesaria, cerâmica, entre outras artes que continuam a seduzir pessoas de todas as idades. De acordo com o Município de Pombal, participam na feira “154 artesãos de quase todos os distritos do nosso país” e, neste ano especial em que a feira celebra 25 anos, perante a grande afluência de candidaturas, a organização decidiu criar uma “nova área de exposição na galeria”, procurando valorizar dessa forma o artesanato local e também as artes manuais do concelho.

O programa deste ano dá também um destaque especial aos finalistas e vencedores do Prémio Nacional de Artesanato 2017, do Instituto de Emprego e Formação Profissional, nas áreas do “Grande Prémio Carreira”, “Prémio Inovação” e “Prémio Empreendedorismo Novos Talentos”, criando um núcleo expositivo para a promoção dos seus trabalhos, integrado no stand do Município.

No ano em que o Figurado de Estremoz, um ex-libris do artesanato nacional, foi classificado Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO e sendo também 2018 o Ano Europeu do Património Cultural, a organização selecionou para ser a imagem deste certame o figurado “Amor é Cego”, de Jorge Conceição, um artesão de Estremoz, que também marca presença nesta feira.

À vertente do artesanato, juntam-se as famosas tasquinhas com os pratos e petiscos típicos da gastronomia regional, dinamizadas por 14 coletividades que representam as freguesias do concelho.

Com este evento a autarquia pretende valorizar o artesanato nacional, promover a sua divulgação nas suas vertentes tradicional e contemporânea e, também, fomentar o aparecimento de jovens artesãos e de novas atividades na área dos ofícios tradicionais. Visa, ainda, envolver a comunidade de Pombal na “dinamização de iniciativas de cariz educativo, de animação e de promoção de produtos locais, ao nível do turismo e da gastronomia”

Com entrada livre, a feira reserva ainda um espaço para os mais novos, onde decorrem os habituais ateliês infantis, no sábado e no domingo, durante a tarde. Há também animação musical diária, num programa que foi pensado para estar acessível e agradar a todos. Nesse sentido, o Município disponibiliza transporte, assegurado pelo Pombus, com horários específicos e partidas sempre do Largo do Cardal para o Expocentro, sendo asseguradas também as viagens de regresso.

A Feira Nacional de Artesanato e Tasquinhas de Pombal é inaugurada hoje, às 17h30. Neste primeiro dia há arruadas pelo Grupo de Acordeonistas de Pombal, às 18h00 e às 22h00. Também às 22h00 começa a Farra Minhota.

Amanhã reabre às 14h00 e, uma hora depois, os gaiteiros “Os Canários” animam o recinto. Às 20h30 há nova arruada com o grupo Som d’ Aço e às 22h30 atua “Pinhal d’ El Rei”.

No domingo há arruada, às 15h00, com os gaiteiros de Abiul e, às 17h00, atua o grupo de música popular “Fonte da Pipa”.

A feira vai estar aberta hoje até à 1h00. Amanhã funciona das 14h00 à 1h00 e no domingo das 14h00 às 22h00.

Este evento, que se tem vindo a afirmar a nível nacional, conta este ano com a parceria do CEARTE, INATEL e da VALORLIS, que reconheceu a feira como um Eco-Evento.

Com esta realização, o Município de Pombal pretende continuar a “posicionar-se como um concelho promotor da cultura e da tradição, sendo o artesanato uma marca forte da identidade local, regional e nacional do território pombalense”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM