24 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Poiares aprova contas de 2018 com taxa de execução de 86 por cento

26 de Abril 2019

A taxa de execução global do exercício do Município de Vila Nova de Poiares ronda os 86 por cento em 2018, anuncia a autarquia, dando conta que as contas do ano passado foram aprovadas, por maioria, com os votos a favor dos quatro membros socialistas do executivo e a abstenção do vereador do PSD, na última reunião do executivo.

O presidente da Câmara, João Miguel Henriques, destaca que esta é “a segunda maior taxa de execução dos últimos 10 anos”, valores que, no seu entender, demonstram bem “o rigor e a fiabilidade do orçamento” de 2018. O autarca destacou ainda o saldo orçamental superior a um milhão de euros, que transita para este ano, “ainda que grande parte esteja já comprometido face à aprovação das candidaturas aos fundos estruturais europeus para investimentos a realizar ao longo do ano”.

O documento apresentado dá ainda conta de outro dado positivo no que toda às dívidas em atraso a fornecedores, com o prazo médio dos pagamentos a situar-se nos 15 dias. Enaltece ainda a redução do endividamento que, desde que este executivo tomou posse no primeiro mandato, já diminuiu mais de 50 por cento, permitindo que o Município, apesar de continuar a ultrapassar os limites legais de endividamento, tenha abandonado o nível de “rotura financeira”. A autarquia prevê que “em 2023 possa mesmo abandonar a situação de excesso de endividamento”.

“O esforço na redução da dívida tem sido uma constante, desde que este executivo chegou ao Município, tendo já conseguido reduzir mais de cinco milhões de euros, o que representa cerca de 25 por cento do total da dívida encontrada”, explica a autarquia.

“São resultados que nos orgulhamos de apresentar, e que confirmam que continuamos no bom caminho”, realça João Miguel Henriques. De acordo com o autarca, o executivo está a “recuperar a saúde financeira do Município sem, no entanto, prejudicar o desenvolvimento do concelho, e continuando a apostar num conjunto de iniciativas que, com pouco impacto orçamental, contribuem para a crescente dinamização cultural, desportiva e económica de Vila Nova de Poiares”.

O presidente realça ainda que, apesar deste esforço de “gestão e de consolidação das contas”, isso “não impediu o aumento dos apoios às instituições e coletividades que em 2018 ascendeu a mais de 105 mil euros, bem como outros importantes apoios sociais como a redução dos valores pagos pelas famílias nos transportes e atividades de apoio e animação”, destacando ainda o investimento realizado em outras áreas importantes.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM