15 de Junho de 2019 | Coimbra
PUBLICIDADE

Observatório António Arnaut apela à transparência

24 de Maio 2019

O Observatório de Saúde António Arnaut (OSAA) defendeu, esta terça feira, em Coimbra, transparência na afetação de verbas à saúde, para que seja resolvido o problema do subfinanciamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Durante a apresentação desta iniciativa cívica, que integra cidadãos de diferentes quadrantes políticos, foi lido um documento, pelo coordenador Américo Figueiredo, que refere que o Observatório “é especialmente orientado para observar de forma crítica e construtiva o desenvolvimento das políticas nacionais de saúde, das normas e leis com incidência na saúde, nomeadamente da Lei de Bases da Saúde e do SNS”.

O SNS foi criado há 40 anos, em 1979, e teve o então ministro dos Assuntos Sociais, António Arnaut, como principal impulsionador. A criação do Observatório de Saúde já tinha sido noticiada em janeiro, mas os fundadores decidiram fazer a apresentação do projeto cívico no dia do primeiro aniversário da morte de António Arnaut, precisamente na terça feira, 21 de maio de 2019.

Com sede em Coimbra, o OSAA “tem por missão observar, analisar e divulgar informação e estudos sobre o estado de saúde dos portugueses, as políticas de saúde, o sistema de saúde e em particular o SNS”. Visa igualmente “defender o legado humanista e social desta personalidade ímpar da democracia portuguesa e histórico defensor dos serviços públicos de saúde de qualidade”, bem como “contribuir para a defesa, modernização e sustentabilidade do SNS, entendido este como o pilar essencial da garantia constitucional do direito à saúde e do Estado Social”.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM