18 de Julho de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

LUCINDA FERREIRA

O templo

30 de Outubro 2020

O corpo é um Templo Sagrado que devemos respeitar e cuidar, sem o propósito exclusivo de sermos esbeltos e cheio de vaidade, mas pelo respeito que nos merece algo tão perfeito que nos foi oferecido por amor, como oportunidade de evoluirmos.

Para viver com saúde, entre muitas outras coisa, temos que beber água de qualidade (em determinados momentos especiais do nosso dia e em quantidades convenientes); fazer exercício, sem exagerar; comer saudável (sem corantes. Enlatados . Enchidos. Sem gorduras em excesso. Álcool. Sal em excesso. Açúcar. Farinhas brancas. Respeitar horários. Não ingerir mais alimento do que o necessário); dormir um sono de qualidade, com as horas necessárias, entre as 21h00 e as 6h00 da manhã. Evitar luz de ecrãs, filmes violentos e estômago cheio, antes de descansar. É importante não haver qualquer luminosidade no quarto (luz de presença, relógios luminosos ou mesmo o sinal da TV. De preferência não haver TV no quarto). O dia é para usufruir da luminosidade (óculos de sol são discutíveis, por este motivo). Oito horas de trabalho. Descanso e lazer 8h00 e 8h00 para dormir, durante a noite, será o ideal.

Entre outros fatores, há dois fundamentais, para equilíbrio e bem estar do corpo e do espírito: os afetos e o alimento. É bom ter a noção de que a mente interfere no corpo e o corpo age na mente, sabendo que o nosso pensamento, emoções e ações causam a doença ou a saúde.

Quando tudo está dentro das balizas do respeito por esta máquina tão perfeita e nossa amiga, que nos foi emprestada por uma inteligência superior, que pensou nos pormenores mais incríveis (e que hoje o Homem não pára de descobrir), somos saudáveis!

Resumimos o conceito da OMS, sobre o que é Saúde. Diz a Constituição da Organização Mundial da Saúde: Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças.

O corpo saudável é o laboratório mais exímio e perfeito que funciona sem problemas, quando o respeitamos, cuidamos e amamos. Para adoecer temos que fazer muitas tropelias e não o honrarmos durante muito tempo. Precisamos então de comer. Descansar. Fazer exercício. Expressar nele o equilíbrio do nosso espírito.

Verificamos, contudo, que podemos passar algum tempo sem comer. Sem beber. Até sem descansar, mas há algo que se apenas por minutos não respeitamos, não vivemos!

Respirar, esse fôlego que une o corpo ao espírito, se não respirarmos, somos cadáveres muito rapidamente!

E agora, vejamos se cheios de stress, medos, raiva, guerras e emoções tóxicas das piorzinhas, que tipo de respiração praticamos. Nem nos lembramos que respiramos!

A parte do nosso cérebro reptiliano encarrega-se de todas as funções, digestão, batimentos. Mas, como as trocas gasosas nos pulmões, (mandando oxigénio para o nosso coração que este, no sangue oxigenado, distribui por todos os nosso órgãos, sem parar, desde o primeiro minuto da nossa existência), nem sempre são as melhores.

Muitos fatores podem influenciar. Até parece que o corte abrupto do cordão umbilical ou outras anomalias no nosso primeiro ato respiratório, trazem graves problemas de respiração ao longo das nossas vidas…

Causas exógenas e endógenas têm grande influência no ato respiratório tão fundamental para vivermos com saúde!

As condições externas, das quais devemos fugir, são identificadas facilmente: poluição de toda a ordem, tabaco, etc, mas as internas dependem exclusivamente da nossa responsabilidade!

Do respeito pela vida e consequentemente pelo nosso corpo, Templo Sagrado, que nos permite viver, amar e ser saudáveis.

E como é que se lá chega? Pelo alargamento da consciência e busca de conhecimento. Estudo e prática da boa respiração. Perceber como a ansiedade e o pânico. As emoções tóxicas de toda a ordem, como a raiva. O ódio e a inveja. As impaciências. Os medos. O controle excessivo. O julgamento. A resistência e teimosia. O apego. A competição, e todas as deficiências de uma postura desequilibrada, competitiva prejudicam uma boa respiração!

Necessitamos de alcançar a paz interior, eliminando e retirando das nossas vidas as pessoas e as situações perturbadoras, para alcançarmos uma respiração consciente que muda todo o nosso pensar e atitude perante o Universo. Os outros e sobretudo nós mesmos!

Também podemos fazer o caminho inverso: começar pela respiração consciente e chegarmos à desejada mudança, que nos ajuda a afastarmos tudo o que nos perturba! E rapidamente alcançar uma respiração diafragmática que muda seu estado de espírito e tudo que precisa, para ser feliz… E muito mais!

Respiração é a expressão da vida! Os pensamentos controlam a respiração e a respiração controla os pensamentos! Ficam aqui as pistas. Tem que querer mudar. Trabalhar para descobrir o que precisa, e o segredo da sua vida resplandecerá dentro de si! A respiração é a chave da vida que abre o nosso Templo Sagrado!


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM