16 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

CLARA CORREIA

O meu primeiro fato de treino…

14 de Junho 2019

Devo ser a única pessoa no mundo que recorda todos os detalhes do dia em que estreou o seu primeiro fato de treino!

Esta expressão é o máximo: “fato de treino”, treinamos com um fato e isso valoriza muito o momento do treino. Importante não confundir: os fatos de treino não são para passear da mesma maneira que os fatos de passeio não são para treinar. Cada fato tem a sua (nobre) missão!!!

Preparem-se, queridos leitores, porque esta descrição vai roubar os vossos sorrisos… não recordo onde foi comprado o meu primeiro fato de treino mas, desconfio que deveria falar espanhol. Era azul escuro e tinha umas riscas brancas, nas mangas, nas calças e nos punhos. Era muito confortável! A parte de cima fechava com um grande fecho e as calças tinham as medidas perfeitas. Antes de o vestir pela primeira vez, a Mãe Rosarinho “acrescentou valor” ao fato de luxo porque do lado do coração coseu um lindo símbolo do Olivais, feito de pano. Aquele fatinho de treino, azul e branco, ficou (mais) lindo.

Quando foi a estreia? No dia da festa de anos do primeiro menino a quem chamei amigo e a quem hoje chamo mano. Cheguei à Rua Visconde Monte São com o Pai Augusto, e saí do carro radiante (e vaidosa). Nesta altura os meus muito queridos leitores estão a pensar: “Um fato de treino não é para ir a uma festa de anos”. Certo e errado… um fato de treino não é para ir a uma festa de anos mas a Clarinha Pequinina passava aquelas festas a jogar futebol e por isso estava muito mais confortável de fato de treino (e sapatilhas Johm Smith, como os jogadores do Olivais).

Naquele dia só me faltou dar autógrafos: fui uma das estrelas da festa graças ao meu lindo e exclusivo fato de treino. Ficou gravada no meu coração uma imagem do saudoso Pai do meu mano a olhar para mim com um sorriso cúmplice. Ele percebeu muito bem a alegria da pequenina Clarinha, que tinha escolhido aquele dia tão especial para estrear o seu primeiro fato de treino.

A Mãe Rosarinho cedo percebeu que não existiam vestidos ou saias de treino e por isso quando ia a festas de anos de meninos deixava-me sair de casa (quase) como se fosse treinar para o Olivais.

A roupa que mais gostei de estrear (na minha vida) foi o meu primeiro fato de treino…


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM