6 de Abril de 2020 | Coimbra
PUBLICIDADE

“O Despertar” é um dos jornais centenários propostos a património imaterial

27 de Setembro 2018

“O Despertar” acaba de entrar para o grupo de 32 jornais centenários portugueses que vão ser propostos para uma candidatura a património imaterial da humanidade pela UNESCO. O anúncio foi feito pelo presidente da Associação Portuguesa da Imprensa (API), João Palmeiro, no domingo (5 de março), em Coimbra, durante o almoço festivo do centenário de “O Despertar”.

“Este é um momento importantíssimo porque, com este centenário, atingimos os 32 jornais em Portugal com publicação ininterrupta durante mais de 100 anos, o que quer dizer que nós vamos poder preparar, muito brevemente, o projeto a concurso a património cultural e imaterial da UNESCO dos jornais centenários portugueses”, sublinhou.

João Palmeiro adiantou ainda que “no fim de junho, inícios de julho”, será feira em Bruxelas “uma grande apresentação e exposição da imprensa portuguesa e em especial dos jornais centenários portugueses”.

Mas, antes da apresentação desta candidatura, os 32 jornais portugueses que contam com mais de 100 anos de publicação ininterrupta vão ser reconhecidos pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

No domingo, João Palmeiro entregou a “O Despertar” um diploma que, como explicou, “representa o reconhecimento” da API pelo percurso deste projeto editorial.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM