27 de Outubro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

O Centro Histórico de Coimbra

27 de Setembro 2018

Nos últimos 35 anos Coimbra sofreu alterações que influenciaram decisivamente toda a vida da e na Baixa. A Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC) procura criar condições para que a atividade comercial do Centro Histórico, nos seus mais diversos ramos, seja sustentável económica e financeiramente. A APBC procura potenciar a união de esforços entre as mais diversas entidades e parcerias para que o centro urbano seja fortemente dinamizado.

Atualmente, vivem-se tempos com bons prenúncios. Tenho constatado algumas diferenças positivas quando visito a Baixa e que podem ajudar a inverter a imagem menos favorável que a população da cidade tem do Centro Histórico. Há, por exemplo, poucas lojas encerradas no percurso da Portagem até à Praça 8 de Maio, o mesmo acontecendo em algumas ruas da designada “Baixinha”; apareceram novos comerciantes que provocam novas abordagens à atividade comercial; há preocupação de novas dinâmicas por parte de alguns comerciantes que estão presentes há alguns anos na Baixa e que não querem perder a oportunidade de fazerem parte deste grupo, adaptando-se às novas exigências dos consumidores. Novos equipamentos culturais, mais eventos, parques de estacionamento, maior procura a nível de alojamento e aumento da sensação de segurança com um melhor patrulhamento policial são também fatores a destacar.

Mas há alguns pontos a melhorar: a atualização de alguns conceitos de comércio, os horários de funcionamento, tornar os espaços mais convidativos, melhorar a criatividade das montras e melhorar a envolvente pública (caixotes do lixo e ecopontos). A instalação de alguns Departamentos da UC na Rua da Sofia, a intervenção no Terreiro da Erva, a abertura da Via Central e a ligação da UC até à Baixa pelo Jardim Botânico, permitirão também uma nova centralidade para o comércio, para os serviços e para o turismo.

Com a reabilitação urbana (pública e privada) que está neste momento a decorrer no Centro Histórico, os espaços desta área da cidade tornam-se mais habitáveis, atrativos, bonitos, limpos e, provavelmente, mais seguros. Esta zona poderá tornar-se mais apelativa para os habitantes da cidade que, inclusivamente, poderiam optar por viver de forma permanente na Baixa. Todo este território tornar-se-á, simultaneamente, num espaço de lazer e no local privilegiado para fazer compras.

Porém, hoje ainda há algumas questões sociais a resolver como é o caso da convivência diária entre os comerciantes e os moradores com a prostituição, os alcoólicos, os toxicodependentes, os mendigos e os sem abrigo. Tem vindo a ser feito um longo trabalho por diversas instituições para a reabilitação humana e social das pessoas, tentando minimizar os problemas referidos.

É intenção da APBC, entre outros objetivos, tornar o Centro Histórico “o espaço comercial” no coração da cidade de Coimbra, valorizar e dar a conhecer a sua história, cultura e tradições; envolver os comerciantes, os prestadores de serviços, os agentes culturais, os habitantes e os visitantes (clientes) nas iniciativas organizadas pela APBC ou por outras entidades e contribuir para minimizar um conjunto de problemas sociais existentes em zonas ainda não reabilitadas.

O desafio mantém-se: convidar as pessoas a percorrer “Os Caminhos da Baixa”, que (re)visitem cada momento da sua história, da sua tradição, as suas lojas, as pessoas ou o património, que considerem todo este território não só um espaço de lazer mas também um local onde podem fazer as suas compras ou frequentar um dos diversos restaurantes que por aqui existem.

Se a inovação, a criatividade, a originalidade e a persistência forem consideradas como O Desafio permanente para os comerciantes, acredito que o Centro Histórico tem potencial para ser, de novo, A Nova centralidade da cidade.

É uma honra para mim partilhar com “O Despertar” esta alegria da celebração do Centenário. Espero que nos próximos anos “O Despertar” continue a apoiar, como até aqui, as iniciativas da APBC numa procura constante de agir para construir um futuro melhor no Centro Histórico.

Desejo-vos uma longa vida de partilha de histórias (notícias) que vão acontecendo no território principal do Centro Histórico, aqui no Coração da Cidade de Coimbra.

VÍTOR MARQUES (Presidente da APBC)


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM