20 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Nova Ponte do Paço vai custar 400.000 euros

15 de Fevereiro 2019

A nova Ponte do Paço, que vai ligar os concelhos de Coimbra e Montemor-o-Velho, vai custar 400.000 euros, valor que vai ser financiado, em partes iguais, pelas duas autarquias. O concurso público foi lançado na terça feira, na Câmara de Coimbra, e a obra tem um prazo de execução de 330 dias.

A nova Ponte do Paço, que liga Arzila, no concelho de Coimbra, a Pereira do Campo, no concelho de Montemor-o-Velho, vai ser construída ao lado da atual, que vai ficar reservada à passagem pedonal. Com duas vias para veículos (ao contrário da antiga ponte) e passeios para peões, prevê também duas passagens para animais selvagens e a plantação de árvores autóctones no local.

Durante a sessão, o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, recordou a história desta ponte, bem como a sua importância para este território. “Desde 1990 que se tenta fazer este projeto, cuja importância é evidente, e mesmo sendo uma aparente pequena obra, representa um esforço imenso na preservação do Paul de Arzila e também para servir as pessoas e permitir a proximidade entre a vizinhança [dos dois concelhos]”, sublinhou.

Emílio Torrão, presidente da Câmara de Montemor-o-Velho, sublinhou que esta é “uma obra a pensar nas pessoas”, que vai “servir milhares” de utilizadores e que tem também uma grande preocupação ambiental, servindo para “diminuir a mortalidade de muitos animais do Paul de Arzila”, como as lontras e os sacarrabos.

A nova Ponte do Paço vai ter cerca de 14 metros de vão entre eixos, 10 metros de perfil transversal e de superestrutura pré fabricada. Graças às duas faixas previstas no projeto, esta infraestrutura vai permitir um normal fluxo do trânsito, solucionando o estrangulamento viário que diariamente condiciona a circulação de milhares de veículos entre os dois concelhos. A ponte atual vai ser desativada ao trânsito, mantendo-se como pedonal e ciclável.

Recorde-se que o lançamento deste concurso público só foi possível depois do projeto de construção da nova Ponte do Paço ter sido reconhecido, pela secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia de Oliveira Ramos, como de “relevante interesse público”. O reconhecimento foi publicado em Diário da República no passado dia 16 de janeiro e permite, finalmente, avançar com o acordo assinado entre os municípios de Coimbra e Montemor-o-Velho.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM