24 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

JOÃO PINHO

Nota de Rodapé: Balanço da época de futebol 2018-2019

31 de Maio 2019

Acabou a temporada de futebol sénior profissional do primeiro escalão por equipas 2018-2019. Benfica e Sporting são os grandes triunfadores: o primeiro, vencedor do campeonato nacional sem surpresa dada a qualidade da equipa; o segundo arrebatando a taça de Portugal com alguma dose de felicidade – mas, como alguém diz, a sorte dá muito trabalho e, no futebol não há injustiça mas sim eficácia, incluindo a marcação de penaltis.

O Porto, apesar de ter chegado longe em todas as provas nacionais e internacionais, regrediu enquanto estrutura. No futebol praticado, no jogo fora das quatro linhas, nos mind-games, na construção de uma equipa e resolução de casos contratuais. Teve uma janela de oportunidade, na reabertura do mercado, para conseguir chegar mais além: contratar um avançado que conseguisse garantir alguns golos e fizesse esquecer a lesão precoce do seu mais produtivo avançado – falha que a meu ver terá contribuído, decisivamente, para a não conquista de nenhum título (a Supertaça foi ganha esta época mas é relativa ao campeonato transato).

Olhando friamente para o que se passou ao nível dos três grandes, diria que o Benfica caminha para a hegemonização, o Sporting para a recuperação e o Porto para a indefinição. Este último, e ao contrário dos clubes lisboetas, apresenta-se como estrutura envelhecida, em nítido fim de ciclo, e a necessitar de urgente revitalização humana e material, sob pena de ficarmos entregues a um futebol tipo Benfiquistão, que nem ao próprio Benfica interessará pela perda de competitividade interna e externa daí resultante.

Uma palavra ainda para a nossa Académica que fez um brilhante e inesperado trajeto na segunda liga e que em breve irá a votos. A mudança do paradigma de gestão desportiva, cada vez mais profissional, conduzirá o clube a um novo ciclo cortando, definitivamente, os laços umbilicais que a ligavam a uma tradição e forma de estar desajustada da realidade que vivemos. Oxalá que o novo tempo consiga alavancar a Briosa, e seus valores intrínsecos, para a primeira linha do panorama desportivo nacional.


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM