16 de Setembro de 2021 | Coimbra
PUBLICIDADE

Navigator reduz horário de trabalho e garante fundo pensões aos colaboradores

15 de Novembro 2019

A The Navigator Company vai reduzir o horário de trabalho de 39 horas semanais para 38 já a partir de 2020, medida que iniciou já este ano, passando os colaboradores a trabalhar apenas 39 horas em vez das 40. Para além desta medida, a empresa anuncia ainda que “garantiu o fundo de pensões a todos os seus colaboradores e atribuiu, nos últimos cinco anos, prémios de performance que totalizaram mais de 80 milhões de euros”. Realça também que 58 por cento dos colaboradores foram promovidos em termos de progressão de carreira nos últimos quatros anos e que, no mesmo período temporal, contratou 620 novos trabalhadores.

Ao longo deste ano, a The Navigator já distribuiu um prémio de desempenho no valor de 23 milhões de euros, o valor mais elevado na história da empresa, aos cerca de 3.200 colaboradores. Os custos anuais com os trabalhadores representam, segundo a empresa, um aumento de um milhão de euros, realidade que se tem refletido em aumentos generalizados nos ordenados e subsídios, tendo a atualização salarial sofrido aumentos entre 1,5 e 2 dois cento. De acordo com a empresa, o salário médio pago pela Navigator é “cerca de 2,5 vezes superior” ao salário médio mensal pago em Portugal, que é inferior a 1.000 euros.

A The Navigator Company atualizou ainda o subsídio mensal de alimentação (7,85 euros), o subsídio de infantário até aos 12 meses (70 euros) e o subsídio mensal de apoio especial aos filhos dos trabalhadores portadores de deficiência (100 euros).

Além desta atualização salarial, aumentou ainda o subsídio anual de livros para os filhos de todos os trabalhadores, entre o primeiro ciclo e o ensino superior, cujos valores se situam agora entre os 95 euros e os 340 euros, incrementando, também, para 500 euros, o valor da Bolsa de Estudo anual atribuída aos filhos que melhor desempenho escolar obtenham.

A este conjunto de regalias, a empresa junta, ainda, o aumento no número de feriados de laboração contínua (pagamento de 11 feriados à taxa horária de 240 por cento, independente da realização ou não de trabalho), a redução do número de horas de trabalho já referida, entre outros benefícios sociais concedidos a todos os colaboradores e que incluem seguro de vida, seguro de saúde e fundo de pensões.

Em 2018, a The Navigator Company comprou a fornecedores nacionais 1,2 mil milhões de euros, tendo suportado, em Portugal, um total de 102 milhões de euros em impostos. Nos últimos cinco anos, a empresa investiu mais de 500 milhões de euros em Portugal e aumentou o seu efetivo em 620 novos colaboradores. É a terceira maior exportadora portuguesa e representa, aproximadamente, um por cento do PIB nacional e 2,4 das exportações nacionais de bens. No mesmo ano, registou um volume de negócios de cerca de 1,6 mil milhões euros, o que representa um incremento de 3,3 por cento em relação a 2017.

Com vendas de 1.248 milhões de euros, o segmento de papel representou 74 por centro do volume de negócios, a energia 10 por cento (173 milhões de euros), a pasta também cerca de 10 por cento (167milhões de euros) e o negócio de “tissue” cinco por cento (91 milhões de euros).


  • Diretora: Zilda Monteiro

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM