26 de Junho de 2022 | Coimbra
PUBLICIDADE

João Baptista

Nas margens do Ceira

9 de Junho 2022

Ceira, esta terra secular do concelho de Coimbra, anseia, desde sempre pelo progresso e a natureza dotou-a de condições ímpares para constituir um aprazível local para viver.

Ao longo dos anos soube manter características especiais, algumas que a modernidade vai extinguindo a pouco e pouco, mas que se conservam na memória dos mais velhos com o desejo evidente de as transmitir para as novas gerações.

Sentiu, como todo o concelho de Coimbra, vários períodos de estagnação, mas, em princípios do actual século, viveu meia dúzia de anos de franco progresso, vendo satisfeitas várias necessidades imperiosas, que, infelizmente não encontraram continuidade nos últimos anos.

Vivi de perto, creio que em 1990, a criação da “Ceirarte” uma organização ambiciosa da Junta de Freguesia que fez do certame uma feira de diversão, artesanato e gastronomia em cujo programa não faltavam os concursos dos vestidos para jovens ou ainda o concurso de quadras populares que chegou a atingir âmbito nacional.

É esta organização que este ano, num trabalho cuidadoso e responsável, a Junta de Freguesia mete ombros a nova fase, elaborando um programa cuidado que decorre entre os dias 15 e 19 do mês corrente,

Mantem-se a atribuição de diplomas às formandas dos cursos socio- culturais, uma realização modelar que é mantida desde há anos. Continua a prova desportiva de pesca ” Um dia no Ceira. Diariamente a música terá o seu lugar privilegiado e, finalmente, para o dia 15 está marcada a inauguração do Parque Infantil, velha aspiração de todos os ceirenses e para cuja construção os membros da autarquia “lutaram durante anos com a tenacidade própria de quem quer o melhor para os seus habitantes.

Mas integrado no programa geral, mas a merecer o destaque que lhe é devido, haverá no dia 19 o 39º Festival de Folclore do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Ceira…, este ano, e mais uma vez, com características internacionais.

Este notável agrupamento, fundado em 18 de Maio de 1962, mantem uma actividade continuada ao longo do ano, mas faz deste seu festival como que a cereja no topo .do bolo. Conta este ano com a presença do Rancho Folclórico de Avis, do Rancho Folclórico de Gens (Gondomar), do Rancho Regional da Casa do Povo de Ílhavo, do Grupo Etnográfico Amendoeiras em Flor (Algarve) e do Grupo Raíces Y Horizonte de Málaga (Andaluzia)

Vai ser, por certo uma noite inolvidável, a enriquecer o brilhante historial deste Grupo que tanto tem feito por Ceira, Coimbra e Portugal nas centenas de actuações que quer em Portugal quer em muitos países estrangeiros tem actuado sempre com raro brilho.

É, pois, uma nova edição da “Ceirarte” agora gozando dum espaço mais amplo que desejo constitua mais um êxito a juntar aos das edições anteriores.

 


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM