15 de Abril de 2024 | Coimbra
PUBLICIDADE

Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de regresso a Coimbra

17 de Fevereiro 2023

Após três anos sem possibilidade de realização, em consequência da pandemia da covid-19, a XII Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de Coimbra está de volta “num formato e programação renovados e inovadores que cruzam a tradição com a contemporaneidade”. No fim de semana de 4 e 5 de março, a 12ª edição do evento marca presença no Convento São Francisco (CSF) e na Capela da Ordem Terceira, “promovendo as dinâmicas entre o património imaterial e o material, bem como o diálogo com diversas formas de arte, conhecimento e entretenimento”, referiu a autarquia conimbricense.

A iniciativa da Câmara Municipal de Coimbra, em parceria com a Associação de Doceiros de Coimbra e com a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, vai estar de portas abertas no sábado (4), das 14h00 às 22h00, e no domingo (5), das 10h00 às 19h00, com entrada livre.

Com esta iniciativa, o Município de Coimbra pretende “dar continuidade ao trabalho de salvaguarda e de preservação do património alimentar doceiro e, em paralelo, estimular o desenvolvimento da inovação e o conhecimento desta arte de saber-fazer”.

A Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de Coimbra vai contar com a participação de 37 expositores doceiros, com destaque para a presença de um expositor internacional, de Santiago de Compostela, cidade geminada com Coimbra. O mote do certame é a herança doceira, legado de congregações religiosas dos três conventos de Coimbra (Celas, Santa Clara e Sant’Anna), de que são exemplos o Pastel de Santa Clara, a Arrufada de Coimbra ou o Pudim das Clarissas. Além dos doces e licores conventuais de Coimbra e da região Centro, vão estar presentes expositores com doçaria de outras regiões do norte e sul do país.

“A notável arte de manusear ingredientes como o açúcar, os ovos, a farinha, a amêndoa, entre outros, poderá ser comprovada pelos visitantes ao saborearem dezenas de especialidades doceiras que vão fazer jus à riqueza dos nomes, das formas, das cores, mas, acima de tudo, da qualidade dos sabores inigualáveis da doçaria conventual e contemporânea que Portugal oferece”, realçou a Câmara Municipal.

A renovação do evento fica também marcada pela programação em outros espaços, nomeadamente no Convento São Francisco e na Capela da Ordem Terceira. Nesta edição juntam-se, entre outras propostas, “workshops”, uma performance teatral, dois concertos e um recital de poesia a cargo de Pedro Lamares.

 


  • Diretora: Lina Maria Vinhal

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D - Eiras 3020-430 Coimbra

Powered by DIGITAL RM